Wall Street abre em baixa – Notícias


Nova York, 18 Jun 2018 (AFP) – Wall Street abriu em baixa ainda sacudida pelo anúncioi de novas sanções comerciais entre os Estados Unidos e a China, que têm potencial de afetar a economia.

O Dow Jones perdeu 0,81% e o Nasdaq 0,69%.

Wall Street também fechou em baixa na sexta-feira, em meio a temores sobre o agravamento das hostilidades comerciais entre China e Estados Unidos após o anúncio da criação de novas tarifas aduaneiras.

O índice industrial Dow Jones recuou 0,34%, a 25.090,48 unidades, o tecnológico Nasdaq 0,19%, a 2.779,42, e o S&P 500 caiu 0,11%, a 2.779,42.

Wall Street fecha em queda após Fed sinalizar mais duas altas de juros neste ano – Notícias


(Reuters) – Os índices acionários dos Estados Unidos encerraram uma sessão volátil em queda nesta quarta-feira após o Federal Reserve elevar as taxas de juros conforme o esperado e projetar um ritmo ligeiramente mais rápido de alta de juros para este ano.

O índice Dow Jones caiu 0,47%, a 25.201 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,4%, a 2.776 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,11%, a 7.696 pontos.

Agora, são esperadas duas novas altas de juros até o fim do ano, ante expectativa anterior de apenas mais uma.

O banco central dos Estados Unidos, que elevou sua taxa de juros em um quarto de ponto percentual para uma faixa de 1,75% a 2%, também derrubou sua antiga promessa de estimular a economia “por algum tempo”.

“A expectativa agora é para quatro aumentos de juros no total em 2018. O consenso estava mais para três, caminhando em direção a quatro, então eu acho que isso é um pouco de surpresa”, disse Katie Nixon, diretora de investimentos do Northern Trust Wealth Management.

“Parece que o Fed está muito mais confiante agora na inflação alcançar, talvez até superar um pouco, sua meta, então eles estão adiantando alguns dos aumentos.”

As novas projeções de membros do Fed sugerem que a inflação poderá ficar acima da meta de 2% do Fed, alcançando 2,1% neste ano e permanecendo neste patamar até 2020.

As ações estavam voláteis após o comunicado, mas fecharam quase perto das mínimas da sessão e vendas foram generalizadas, com a maior parte dos índices do S&P encerrando em queda.

(Reportagem adicional de Lewis Krauskopf e SruthiShankar)

Clareza na Regulação é a Porta de Entrada de Instituições, diz ‘rei’ das Criptomoedas de Wall Street


(Foto: Reprodução)

Bart Smith, chefe de ativos digitais da Susquehanna, uma empresa de investimentos dos Estados Unidos, fez uma análise sobre o futuro das criptomoedas em relação à regulação entrevista à rede CNBC na quarta-feira (06).

Smith revelou-se bastante otimista em relação a possíveis investimentos institucionais no mercado de criptomoedas. Ele acredita que as organizações começarão a direcionar fundos só depois que os governos elucidarem as regulamentações.

No entanto, Smith disse que os ‘evangelistas’ das criptomoedas não devem ficar focados em regulamentações, mas sim no que ela vai proporcionar ao mercado.

“Há um grande debate sobre regulamentação. Do nosso ponto de vista, o que importa mais é sobre a clareza regulatória”, observou Smith.

Apelidado de rei das Criptomoedas de Wall Street pela CNBC, o diretor ressalta uma quantidade enorme de interessados no que a Comissão de Valores Mobiliários do Estados Unidos (SEC) irá fazer por meio do seu presidente, Jay Clayton.

“A clareza na regulamentação permitirá que as instituições ‘caiam de cabeça’, pois elas ainda não o fazem porque não gostam de investir em incertezas. Então, estamos apenas adotando a abordagem mais conservadora que podemos”, ressaltou Smith.

Smith disse, também, que a Susquehanna está otimista em relação aos ETFs bitcoin (bolsa de futuros em bitcoin). Ele acredita que a companhia é ideal para investimentos em criptomoedas.

“Defendemos um ETF. Acreditamos que eles dependem muito das questões regulatórias, especificamente no que se refere aos investidores de varejo”, disse Smith.

Quando questionado se há uma correlação entre os mercados de ações e o espaço criptográfico, Smith disse que não pensa assim:

“Nós não vimos muita correlação entre os mercados de ações e bitcoins. Negociar criptomoedas é muito mais análogo a outras classes de ativos do que você imagina do ponto de vista do criador de mercado, gerenciando riscos e aspectos operacionais. Mas no que diz respeito à demanda do investidor, e ao que impulsiona o bitcoin e outros criptoativos, ainda temos que encontrar muita analogia em torno disso”.

Smith quis dizer que o que impulsiona os preços do bitcoin difere do que move os mercados de ações tradicionais, visto que criptomoedas não é um mercado institucional, como o índice de mercado S&P 500 (Standard & Poor’s 500), por exemplo.

Sobre a volatilidade no preço do Bitcoin, Smith disse que negocia solidamente entre US$ 6 mil e US$ 9 mil pelo menos por enquanto.

Sobre o futuro do Bitcoin, Smith afirmou: 

“Acreditamos que essa tecnologia e essa classe de ativos vão mudar algumas particularidades dos serviços financeiros, e acreditamos que ela vai existir para sempre”. 

A Susquehanna, empresa subsidiária do grupo SIG Golding LLC, é uma das maiores empresas no comércio de investimentos tradicionais, como ações, opções e fundos negociados em bolsa, ou ETFs está no mercado de bitcoins desde 2014 quando lançou criou uma equipe de trading que até hoje compra e vende milhões de dólares em bitcoin e outras criptomoedas diariamente.

 

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas.
Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez.
Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android:
https://www.bitcointrade.com.br/ 



Excesso de sublocações em Wall Street preocupa proprietários – Notícias


(Bloomberg) — Quando o império de imprensa de Murdoch desistiu de se mudar do centro de Manhattan para o World Trade Center, dois anos atrás, o incorporador imobiliário Larry Silverstein se mostrou confiante. “Não se enganem”, disse ele. “O impulso do centro é palpável e imparável.”

Em breve se verá.

À medida que as empresas percebem que precisam de menos espaço de escritório do que alugaram, elas estão oferecendo mais de 55.750 metros quadrados para sublocar no centro, concorrendo com os proprietários dos imóveis que elas mesmas alugam e ameaçando baratear os aluguéis.

“O espaço para sublocação normalmente é precificado com desconto em relação ao espaço oferecido diretamente” pelos proprietários, disse Craig Caggiano, diretor executivo da Colliers International Group para a região metropolitana de Nova York. “Se um espaço para sublocação permanecer no mercado ou se ainda mais espaço para sublocação chegar ao mercado, isso poderia exercer pressão para derrubar os preços.”

Mudanças

Quando Silverstein declarou que o centro era imparável, a Condé Nast tinha se mudado para o 1 World Trade Center, e corretores da CBRE Group, que representou as empresas de Murdoch em negociações com ele, acabavam de anunciar que sua mudança confirmaria que o sul de Manhattan era uma meca para inquilinos da imprensa. Agora, a Condé Nast está abrindo mão de 34.900 de seus mais de 92.900 metros quadrados no 1 World Trade.

Além disso, a Liberty Mutual Insurance está procurando ocupantes para 12.000 metros quadrados no número 55 da rua Water, um colosso de 325.200 metros quadrados às margens do rio East, e a Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey está vendendo dois andares em sua sede no 4 World Trade Center de Silverstein. O porta-voz da Autoridade Portuária, Steve Coleman, disse que as autoridades “identificaram eficiências de espaço na torre e estão tirando proveito disso”.

Ao todo, as sublocações no centro representaram 2,3 por cento dos 9,75 milhões de metros quadrados do mercado no fim de maio, segundo Franklin Wallach, diretor administrativo da Colliers para dados sobre imóveis comerciais na área metropolitana de Nova York. Com exceção do 2,4 por cento de abril, este é o nível mais alto desde 2010, quando a economia da cidade, turbinada pelas finanças, estava tendo dificuldades para se recuperar da crise de 2008.

E mais oferta está chegando. Silverstein inaugura hoje o 3 World Trade Center, um arranha-céu de 232.000 metros quadrados que estreará com cerca de 40 por cento de seu espaço alugado, e depois o 2 World Trade Center, que deve acrescentar 260.000 metros quadrados ao mercado quando ficar pronto.

Isso vai complicar a vida dos proprietários, sendo que a média de aluguéis de escritórios em Manhattan foi de pouco mais de US$ 796 por metro quadrado no fim de maio, somente meio por cento a mais do que um ano atrás. O gasto dos proprietários em períodos sem aluguel, o acabamento dos espaços e coisas do tipo para atrair e conservar inquilinos já está perto de um pico pós-recessão, o que aumenta o custo de preencher os escritórios.

O auge das sublocações dará a mais empresas uma chance de entrar no mercado de escritórios do centro por um preço que faz sentido para elas, disse Jeremy Moss, vice-presidente executivo de leasing da Silverstein Properties. “Em todo caso, esta é uma grande oportunidade para um inquilino”, disse ele.

Bitcoin ETF: Equipe de Firmas, Reaplicar, Metas de Preço de $ 200.000 Instituições de Wall Street


 Bitcoin ETF: Equipe de empresas, Reaplicar, $ 200.000 Preço Metas Instituições de Wall Street "title =" ETF Bitcoin: Equipe de empresas, Reaplicar, $ 200.000 Preço Metas Wall Street Instituições "/> </a></div>
</p></div>
<p>                 Notícias<br />
              </p>
</p></div>
<p><b> Van Eck e Solid X se juntaram, depois que ambos falharam em obter aprovação regulatória formal para suas respectivas propostas de fundos negociados em bolsa (ETF), reaplicando-se hoje à Securities and Exchange Commission (SEC) dos EUA. Eles estão propondo um ETF bitcoin fisicamente apoiado, o </b><b><i> Trust Vanco Bitcoin Trust </b><b><i> </i></b><b>e ele pode estar prestes a quebrar a tendência de perder o mainstreaming do BTC em Wall Street. Desta vez, eles estão apontando para investidores institucionais, precificando-o em US $ 200.000 por ação. </b></p>
<p><em><b> Leia também: </b><a href= Aldeia Agrícola Russa: Criptografia Local, Reservas Bitcoin, Sem Dinheiro do Governo

 Bitcoin ETF: Firms Team, Reaplicar , $ 200.000 Preço Alvos Wall Street Institutions

Van Eck e Solid X Team para Bitcoin ETF Fixado o preço em $ 200.000

Van Eck CEO Jan van Eck aplaudiu: “Eu acredito que bitcoin surgiu como uma opção de investimento legítimo, como um tipo de 'ouro digital' que pode fazer sentido para as carteiras dos investidores. A equipe do Solid X tem uma experiência profunda com os mercados de bitcoin, criptografia e capital. Temos o prazer de unir-se a eles para apoiar o esforço de trazer para o mercado um ETF de bitcoin com suporte físico ”. O também oferecerá um seguro contra o bitcoin perdido ou roubado.

O Wall Street Journal relata: “As empresas também estabeleceram um preço por ação relativamente alto: US $ 200.000. O preço é projetado para direcionar o produto para investidores institucionais e não para o varejo ”. E,“ ao determinar um parceiro de marketing ”, ressaltou Daniel H. Gallancy, CEO da Solid X,“ procuraram uma empresa com um claro entendimento do potencial do bitcoin. e o papel que pode desempenhar em uma carteira de investimentos. Van Eck está profundamente envolvido neste espaço, compreende o seu potencial e tem um longo historial de abrir com sucesso novos caminhos para os investidores acederem a oportunidades de investimento únicas e atraentes. ”

 ETF Bitcoin: Equipa de Empresas, Reaplicar, $ 200.000 Meta de Metas de Preços Instituições de rua

Os dois têm em comum o fato de serem baseados em Nova York e a duvidosa honra de terem sido abatidos pela SEC quando tentaram individualmente listar um bitcoin ETF. A apresentação atual, a partir de 6 de junho de 2018, será acompanhada de perto pelo ecossistema. Jan van Eck expressou otimismo em sua última tática: “Acreditamos que, coletivamente, construiremos algo que possa ser melhor do que outros construtos que estão atualmente em processo de regulamentação. Um ETF de bitcoin fisicamente apoiado construído adequadamente será projetado para fornecer exposição ao preço do bitcoin, e um componente de seguro ajudará a proteger os acionistas contra os riscos operacionais de terceirizar e manter bitcoin. ”

Chicago Board Options Exchange (Cboe) e Acredita-se que sua Bolsa de Ações BZX esteja onde tal fundo, aguardando aprovação, seria finalmente listado. O criador de mercado do Cboe foi o primeiro a listar o Bitcoin Futures em dezembro do ano passado. Os resultados foram decididamente misturados depois que o entusiasmo do ecossistema quase prometia que o BTC iria aparecer em resposta. Agora, alguns culpam trocas como Cboe e seu rival CME por retardar o preço spot da BTC, por ser essencialmente o catalisador da Crypto Winter, por assim dizer

Pode ser a combinação certa na hora certa

É importante comunicar-se com os investidores sobre os riscos, bem como as oportunidades, especialmente para novas áreas de investimento, e estamos comprometidos com esse esforço ”, enfatizou o CEO da Van Eck.

De fato, no início deste ano, estas páginas relataram como em uma “ Carta do Pessoal: Engajando-se em Fundações de Inovação e Criptomoeda de 18 de janeiro, assinada pelo recém-nomeado Diretor Dalia Blass da Divisão de Gestão de Investimentos, a SEC escreveu ao SIFMA (Investment Company Institute and Asset Management Group – Securities and Financial Markets Association) sobre as perspectivas dos ETFs bitcoin. ”Era uma carta cheia de advertências, advertências e potenciais confusões. Uma coisa era claramente clara: qualquer Bitcoin ETF daqui para frente deve enfrentar suas preocupações.

 ETF Bitcoin: Equipe de Firmas, Reaplicar, $ 200.000 Preço Meta Wall Street Institutions

Dois meses atrás para quase o dia, no entanto, sinais esperançosos pareciam emergir. Presumivelmente, em resposta a um pedido de carta aberta da Cboe para a ação do presidente e COO Chris Concannon, a SEC parecia estar se movendo mais longe do que antes, enquanto considerava dois candidatos de fundos da Pro Shares. Parte do comentário do processo acabou de ser embrulhado.

O Journal cita o Sr. Gallancy do Solid X como lembrando que eles “nunca tiveram intenção de desistir”. Nenhum deles tem a comunidade de investimento criptográfico mais ampla, mostrando como não se contenta em apenas sentar e aguarde a permissão. “A Huobi, a bolsa de criptomoedas com sede em Cingapura, decidiu criar seu próprio instrumento de estilo ETF baseado em seu índice recentemente lançado de dez ativos digitais”, News.Bitcoin.com explicou. Em antecipação, “a Okex, a bolsa de criptomoedas gerida por chineses com sede em Hong Kong, juntou-se à recente tendência de plataformas de negociação que criam suas próprias ferramentas de investimento semelhantes a ETF para seus usuários. Lançou seu primeiro tracker negociado em bolsa (ETT) em 5 de junho, que foi totalmente vendido em apenas três minutos ”, explicamos recentemente.

Os ETFs de Bitcoin de Wall Street estão virando da esquina? Deixe-nos saber nos comentários.


Imagens através do Pixabay


Verifique e acompanhe as transacções em dinheiro do bitcoin no nosso BCH Block Explorer o melhor do seu género em qualquer parte do mundo. Além disso, acompanhe suas participações, BCH e outras moedas, em nossos gráficos de mercado no Satoshi’s Pulse outro serviço original e gratuito da Bitcoin.com.

Analista De Wall Street: Livre-se De Suas Altcoins


Spencer Bogart é um personagem famosos por seus relatórios detalhados sobre a situação presente e futura do Bitcoin e do blockchain. É conhecido como o primeiro analista de Wall Street a cobrir do Bitcoin. Entre seus trabalhos podemos encontrar um dos mais completos relatórios sobre o blockchain, uma análise da possível aprovação de um fundo de Bitcoin e uma análise sobre o preço futuro do Bitcoin. E ele alerta: livre-se de suas altcoins.

Bogart está otimista em relação ao Bitcoin. Apesar de a cripto estar sofrendo sua maior queda de valor desde setembro de 2017, o analista diz que “a institucionalização do Bitcoin está acontecendo, cada banco está tentando participar. Ou eles estão oferecendo Bitcoin a seus clientes, ou estão trabalhando com a custódia de Bitcoin ou estão abrindo uma mesa de negociação”. Por isso, Bogart acredita que o Bitcoin vai fechar o ano a pelo menos US$10.000.

Contudo, ele acredita que a maior parte das altcoins está supervalorizada. O analista fez o inevitável paralelo dos ICOs com a bolha dot.com, destacando que muitos tokens estão “prometendo muito e entregando pouco”. Ele está pessimista em relação a: Cardano, NEO, TRON e IOTA. Por outro lado, ainda está neutro em relação a: Ethereum, Ripple, Bitcoin Cash e EOS.

O Ethereum seria um caso especial entre as altcoins. Apesar de acreditar que o token está muito valorizado, ele está otimista em relação ao futuro da plataforma. Só que o desenvolvimento do Ethereum, de acordo com ele, está diretamente relacionado ao futuro dos ICOs.

Outros argumentos

Um dos sinais de institucionalização que Bogart vê é o fato de que “esse é o primeiro longo mercado em baixa no qual as pessoas não estão comentando que é o fim do Bitcoin”. Isso quer dizer que a criptomoeda está começando a construir um histórico, base de um “futuro promissor”.

Além disso, dinheiro pode ser direcionado pelo mundo para as criptomoedas. Grandes países começam a sofrer crises monetárias. Cidadãos do Irã já usaram as criptomoedas para retirar mais de US$2.5 bilhões do país. Isso levou a uma crise institucional do rial, a moeda do país, que se desvalorizou mais de 50% em relação ao dólar nos últimos meses. O receio com as criptomoedas levou ao banimento do Telegram do país há algumas semanas.

Conheça o Mercado Bitcoin, maior corretora de criptomoedas da América Latina

Analista De Wall Street: Livre-se De Suas Altcoins

4.8 (4 votos)


Comprar bitcoin, vender seus Altcoins, diz pioneiro Wall Street Blockchain Analyst – Cointelegraph



Junte-se a nós

Não leia apenas o conteúdo, envie seu próprio e participe, tornando-se um membro gratuito. Ao se registrar você desbloqueia privilégios especiais reservados para membros como …

  • Envie conteúdo para que outros votem
  • Vote em artigos que lhe interessam
  • Grave seus artigos favoritos no seu perfil
  • Veja sua atividade de voto e comentários do seu perfil

Compre o bitcoin, venda seus Altcoins, diz o analista pioneiro de Blockchain de Wall Street


Bitcoin continua a ser uma forte compra apesar das recentes perdas, Spencer Bogart disse ao CNBC ontem, 26 de maio. O criptocurrency será negociado "pelo menos" acima de US $ 10.000 até o final do ano, acrescentou. Bogart é sócio da VC Blockchain Capital e foi supostamente o primeiro analista de Wall Street a cobrir a Bitcoin e a blockchain, criando uma altamente conceituada indústria de blockchain

A Bitcoin já viu três semanas no negativo, sua “mais longa série de prejuízos desde setembro de 2017”, como observou a entrevista da CNBC. Apesar disso, Bogart delineou uma previsão otimista para o longo prazo, dizendo que:

“A tese de longo prazo está muito intacta … A institucionalização do Bitcoin está ocorrendo … Todo grande banco está tentando fazer algo no espaço. Ou eles vão oferecer Bitcoin para seus clientes, eles estão trabalhando em uma plataforma de custódia ou estão abrindo uma mesa de negociação . ”

Bogart sugeriu no entanto que muitas altcoins são provavelmente "supervalorizadas" e "têm um vento contrário significativo", enfatizando os perigos da avaliação relativa. Ele traçou um paralelo entre o boom da OIC no final de 2017 – início de 2018 e boom das pontocom no início dos anos 2000, advertindo que muitos tokens criptográficos são “super promissores e subestimados”.

Bogart disse que venderia alts como Cardano TRON IOTA e NEO mas era “neutro "E manteria Ethereum Ripple Bitcoin Cash e EOS .

" Sou muito construtivo em relação a Ethereum a longo prazo ”, disse ele. No entanto, ele considerou que o Ethereum atualmente tem “muita folga” devido às muitas fichas “sobrevalorizadas” que são construídas em sua plataforma, e sugeriu que o futuro do Ethereum estará estreitamente correlacionado com o desenvolvimento futuro do O espaço da OIC

Bogart também notou que este foi o primeiro mercado de bear sustentado onde ninguém sugeriu o “fim do Bitcoin”. Ele sugeriu que a realidade de uma institucionalização mais profunda do espaço criptográfico é garantir a “história, ”E é“ globalmente positivo ”para o futuro do Bitcoin.

Ele também disse que a turbulência [194590024] no setor financeiro tradicional, como as recentes crises monetárias fiduciárias [1945900]está reforçando os casos de uso do Bitcoin.

Certamente, mas eu acho que será maior daqui a um ano? Absolutamente… eu apostaria que o Bitcoin terminaria pelo menos acima de US $ 10.000 no ano. ”

O desempenho negativo nos mercados de criptografia por enquanto parece continuar, com o comércio de Bitcoin abaixo $ 7,400 para pressionar o tempo, para baixo mais 2 e meio por cento durante o período de 24 horas.

Isso apesar de aumentar as provisões para facilitar o investimento convencional no espaço criptográfico, notadamente com uma tendência recente para fornecer soluções de custódia para os detentores institucionais. A onipresença do investimento institucional levará a uma importante narrativa de aumento de mercado moveu um importante comentarista de criptografia para protestar neste fim de semana:

Wall Street fecha em alta, após sessão instável – Notícias


Nova York, 9 Fev 2018 (AFP) – A Bolsa de Nova York fechou em alta nesta sexta-feira (9) após um sessão marcada por fortes flutuações, com uma volta agressiva da volatilidade aos mercados desde o começo da semana, agitando os investidores.

O índice industrial Dow Jones avançou 1,38%, a 24.190,90 unidades, após ter perdido até 2,1% durante a sessão. O tecnológico Nasdaq teve alta de 1,44%, a 6.874,49 unidades. Já o S&P 500 teve alta de 1,49%, a 2.619,55 unidades.

Durante a semana, o Dow recuou 5,21%, o Nasdaq, 5,06%, e o S&P 500, 5,16%.

“Nada de novo justifica esses movimentos, o mercado agora só está sendo levado por seu próprio impulso”, disse Karl Haeling, do banco LBBW.

O VIX, que mede a volatilidade do mercado, também conhecido como “índice do medo”, chegou a 40 ao longo da sessão – nos últimos meses, ele não costumava superar 15.

Neste contexto, diversas sociedades de investimentos e gestores de carteiras devem, por motivos técnicos, reajustar sua exposição ao mercado de ações.

“A queda da Bolsa era esperada há muito tempo, o mercado subiu muito e rápido demais”, afirmou Phil Davis, da PSW Investments.

“É impossível saber se ele vai acalmar ou não, se o problema foi completamente sanado”, opinou Gregori Volokhine, da Meeschaert Financial Services.

Wall Street encerra semana de grande volatilidade em território positivo – Notícias


Por Lewis Krauskopf

SÃO PAULO (Reuters) – Os principais índices de Wall Street subiram mais de 1 por cento nesta sexta-feira, dando algum alívio a investidores após uma semana de grandes variações que tirou o mercado de meses de calmaria.

O Dow Jones subiu 1,38 por cento, a 24.190 pontos, o S&P 500 ganhou 1,49 por cento, a 2.619 pontos, e o Nasdaq avançou 1,44 por cento, a 6.874 pontos.

Mesmo com os ganhos desta sexta-feira, o índice de referência S&P 500 caiu 5,2 por cento na semana, seu maior recuo percentual desde janeiro de 2016, com a volatilidade voltando a subir.

Durante a sessão desta sexta-feira apenas, o S&P 500 variou de uma alta de 2,2 por cento a uma baixa de 1,9 por cento, ecoando as grandes variações da última semana. O Dow se moveu em uma faixa de mais de 1.000 pontos.

A recente volatilidade ocorre uma semana após os índices de referência S&P 500 e Dow Jones confirmarem que estavam em território de correção, ambos caindo mais de 10 por cento com relação às máximas de 26 de janeiro.

A sessão desta sexta-feira marcou o mais novo dia de acentuadas variações na última semana que puxou os índices para baixo após meses de alta para máximas recordes.

“Eu não acho que o mercado esteja nem um pouco focado em fundamentos”, disse Anwiti Bahuguna, analista sênior de portfólio da Columbia Threadneedle Investments. “Está muito volátil.”