Regulamentadores cambojanos dizem que negociar criptomoeda sem licença é ilegal


Negociar moedas digitais sem obter uma licença das autoridades relevantes foi declarado ilegal no Camboja, de acordo com uma declaração oficial publicada na terça-feira, 19 de junho.

A declaração conjunta foi redigida pela primeira vez em 11 de maio pelo Banco Nacional do Camboja (NBC), a Comissão de Valores Mobiliários do Camboja (SECC) e o Comissariado Geral da Polícia Nacional, e agora foi divulgada publicamente no site da NBC:

“Autoridades competentes esclarecem que a propagação, circulação, compra, venda, comercialização e liquidação de moedas digitais sem obter autorização das autoridades competentes são atividades ilegais.”

A declaração refere-se a criptomoedas específicas, como “KH Coin, Suncoin, K Coin, One Coin, Forex Coin”, declarando que representam um risco potencial para o público e “a sociedade como um todo”. O OneCoin, como a Cointelegraph reportou no início deste ano, enfrentou longas alegações difundidas de ser um esquema Ponzi.

As autoridades especificam esses riscos como incluindo o fato de que a emissão de criptomoedas “não é apoiada por garantias”, vulnerabilidade a crimes cibernéticos, volatilidade de preço e falta de mecanismos de proteção ao investidor que resultam da natureza pseudônima das transações cripto.

As autoridades aumentam ainda mais a preocupação com a potencial facilitação do branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo, que eles também atribuem ao pseudonimo.

A declaração apela ao público para ser “cauteloso” ao lidar com criptomoedas que não possuem uma licença devida, afirmando que as atividades não licenciadas estarão sujeitas a penalidades “de acordo com as leis aplicáveis”.

Como o jornal local The Phnom Penh Post relatou no início deste ano, a NBC emitiu uma diretriz em dezembro de 2017 proibindo todos os “bancos e instituições de microfinanças” domésticas de comercializar moedas cripto e fazer publicidade. A reportagem do Post destacou que a clareza regulamentar ainda não havia sido divulgada pelas autoridades do país até momento da publicação, com as criptomoedas permanecendo em uma “área cinzenta” entre as jurisdições do SECC e da NBC.

Já em 2014, a NBC disse que não reconheceria o Bitcoin (BTC) como moeda, dado que não é emitido por “um banco central de qualquer jurisdição”.

Em março deste ano, um comunicado de imprensa da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) Blockchain Summit sugeriu que o Camboja pode, no entanto, ser mais receptivo à idéia de uma moeda digital emitida em território nacional.

O comunicado de imprensa sugeria que o governo cambojano estava investigando um projeto de criptomoeda apelidado de Entapay, que foi compardo diretamente com o Petro da Venezuela.



FILTRO para PATRON ►FACILISIMA◄ – OPCIONES BINARIAS en IQOPTION




IQOPTION Cuenta Demo AQUI▻ DESCARGAR “El Libro mas Valioso del Trading” …

CoinX Explica: Ferramentas para Ajudar você a Negociar Criptomoedas


Descobrir criptomoedas promissoras, escolher em quais investir, gerenciar um portfólio e decidir o momento e valor ideal para negociá-las não é uma tarefa simples, nem mesmo para os mais experientes. Afinal, qualquer decisão tomada sem o mínimo de análise pode resultar em perdas significativas. Para evitar isso, existe uma variedade de ferramentas online que facilitam o dia a dia do negociante. Aqui, listamos algumas delas, de acordo com a finalidade, para você testar e negociar com mais confiança e menos riscos.

Para acompanhar o mercado

Aqui você pode conferir rankings de capitalização de mercado e o comportamento dele, bem como criar uma lista com as criptomoedas que você quer seguir. O site ainda mostra as moedas e tokens com o maior e o menor crescimento na última hora, dia ou semana, e possui recursos como gráficos, conversor e registros históricos de snapshots. Esta é considerada uma das fontes mais confiáveis do mundo pelos entusiastas da blockchain e, apesar de internacional, a plataforma tem a opção de interface em português (BR).

Se é importante saber quais são as criptomoedas com melhor desempenho, também vale a pena dar uma olhada nas piores para não correr o risco de cair em uma armadilha das promissoras moedas de capitalização baixa. Por isso, este site colaborativo (ou seja, alimentado pelos usuários) é dedicado a classificar criptomoedas com 0% de potencial de crescimento. Ele também mostra quais são malwares, fraudes ou apenas uma brincadeira.

Esta ferramenta é um bot gratuito, disponível para Telegram e Messenger, que envia diariamente alertas de previsões e informações sobre as principais criptomoedas do mercado.

Também colaborativo, o site é um calendário do universo de criptomoedas, alimentado por atualizações sobre ICOs, encontros e conferências da área, hard forks, lançamentos, atualizações de whitepapers, anúncios, listagens em exchanges e muito mais. Os eventos são classificados pelos usuários como verdadeiros ou falsos, e você pode criar alertas e lembretes por e-mail ou bot (disponível no Telegram e Twitter) para aqueles que forem do seu interesse.

A plataforma é semelhante ao CoinMarketCap e o CoinMarketCal, porém possui um diferencial interessante: seus rankings classificam criptomoedas e altcoins não só por preço, capitalização de mercado ou liquidez, mas também pela força de seu desenvolvimento, do interesse público (popularidade) e da comunidade, fatores medidos em porcentagem.

Para gerenciar seu portfólio

O aplicativo, disponível para Android e iOS, é um gerenciador de portfólio independente de carteiras e exchanges. Dentre diversas funções, ele mostra preços, rastreia os livros de ordens das moedas que você possui, gera gráficos, oferece insights, mostra ganhos e perdas em suas negociações e cria alertas para os preços que você definir para cada criptomoeda. A ferramenta é totalmente personalizável de acordo com seus gostos e necessidades.

Para investir em ICOs

Encontre informações sobre ICOs em andamento ou futuras, como o retorno de investimento (ROI) e preço dos tokens, veja o potencial delas e explore gráficos comparativos entre ICOs ou ICOs vs. ETH/BTC. O site é útil para quem quer encontrar uma altcoin promissora ou saber qual evitar.

Para análises

Disponível na versão brasileira ou internacional, o site é um espaço para que os usuários e especialistas compartilhem suas ideias sobre mercado ou determinadas criptomoedas e ICOs. Há, ainda, análises de tendência, análises técnicas e gráficos.

Diversos

Esta não é uma ferramenta essencial, mas pode ser útil: além de classificar as moedas mais populares no portfólio de seus usuários, ela conta com um botão que mostra aleatoriamente uma altcoin pouco conhecida e informações básicas sobre ela.

Fóruns de discussão

O boca a boca ainda é uma das principais fontes de informação. Por isso, participar de grupos e fóruns online sobre o universo cripto em sites como Slack, Reddit e Bitcointalk é uma forma não só de se atualizar, mas também pedir opiniões de outros negociantes e especialistas que podem ajudar muito na hora de tomar uma decisão.

A função do site é comparar: moedas, exchanges, carteiras, companhias e equipamentos de mineração. Ele também conta com artigos educativos e oferece a opção de criar um portfólio.

Agora que você já conhece todas essas ferramentas para ajudar você a negociar com sabedoria, é só fazer seu cadastro na CoinX, verificar sua identidade e começar a comprar e vender criptomoedas.

👉 OPCIONES DIGITALES en IQ OPTION: ¿Qué son y Cómo se operan?




IQOPTION Cuenta Demo AQUI▻ DESCARGAR “El Libro mas Valioso del Trading” …

►Tutorial de IQ OPTION ROBOT en Español◄ Cómo Usar Robots de Trading en IQOption




Abrir Cuenta DEMO YA ▻ Aquí Video nro. 2: Ver desde …

▶️ FOREX IQ OPTION: Tutorial de Trading Completo en ESPAÑOL




IQOPTION Cuenta Demo AQUI▻ DESCARGAR “El Libro mas Valioso del Trading” …

Forex na IQ Option – Como negociar




Assista ao vídeo para conhecer como funciona o serviço de Forex na IQ option. Abra conta grátis aqui:

Bittrex passa a negociar “Dólares”


A Bittrex finalmente lançou negociações com moeda fiduciária. A exchange norte-americana, criada em 2013, junto com exchanges, como Binance e Upbit, vem atualizando gradualmente as paridades disponíveis para negociação. 

Especulou-se que a pretensão de listar outras moedas estáveis ​​e, eventualmente, mudar para o USD, nasceu parcialmente de um desejo de ser menos dependente da controversa Tether. Seja qual for o motivo, a Bittrex busca facilidades bancárias necessárias para permitir a negociação fiat-cripto, e em Malta acredita-se que a Binance esteja fazendo o mesmo.

Inicialmente, a exchange baseada em Seattle oferecerá o USD emparelhado com BTC, tether (USDT) e TrueUSD. Isso significa que os traders podem negociar entre tokens indexados em dólar, o que pode ser útil no caso de precisar enviar dólares para outra exchange, ou no caso de um stablecoin obter uma valorização frente ao dólar, como aconteceu anteriormente com o TrueUSD após a notícia de sua Listagem na Binance.

A Bloomberg informou que a Bittrex fechou um acordo com o Signature Bank de Nova York. Isso permitirá que clientes corporativos em certos estados dos EUA façam depósitos fiduciários. Embora os pequenos investidores ainda não consigam se beneficiar desta facilidade inicialmente, a Bittrex espera eventualmente transferir o serviço para todos os usuários que residam nos estados onde ela é licenciado. Atualmente, os traders corporativos em Washington, Califórnia, Nova York e Montana podem fazer depósitos fiduciários. Devido às restrições, que impede que a maioria dos três milhões de usuários da Bittrex participe, provavelmente o volume de negociações do USD seja baixo.

“Tem sido um longo caminho [no sentido de garantir um acordo bancário]”, disse Bill Shihara, presidente-executivo da Bittrex. “Não se trata apenas dos bancos poderem confiar na Bittrex. É sobre bancos sendo capazes de confiar nas criptomoedas em geral. Eu acho que isso mostrará realmente que as criptomoedas estão evoluindo em termos de aceitação geral.”

“Eles realmente estão analisando todo o negócio”, disse Shihara. “Eles querem ter certeza de que temos processos robustos AML / KYC, que temos os controles das nossas finanças. Eles fazem verificações de antecedentes e tudo mais.”

Fonte

Guia do Bitcoin

Estrategica 5m 98% acerto(iq option)conta real # Strategy 5m 98% hit (iq option) real account/2017




INSCREVA-SE NO CANAL ! – ATIVE AS NOTIFICAÇÕES CLICANDO NO (SININHO!) TAI UMA ESTRATÉGIA PARA NEGOCIAR VALORES BAIXINHOS.

Mais pessoas abrem contas para negociar criptomoedas do que ações tradicionais no Brasil


Os brasileiros nunca perdem uma tendência tecnológica. Eles raramente estão na frente, mas quando eles seguem, eles seguem de verdade e ficam com ela. Dentro da América Latina, procure o Brasil para ser o líder da criptomoeda tanto do lado regulatório quanto do lado do desenvolvimento. No momento, mais pessoas estão abrindo contas de criptomoedas no Brasil do que as contas de corretagem tradicionais.

O Brasil pulou no movimento Bitcoin. Não está saindo até que as quatro rodas caiam.

Um ano atrás, uma exchange chamada Foxbit tinha cerca de 100.000 usuários registrados. Hoje, ele negocia cerca de 2.000 Bitcoins de e para o real e tem uma participação de mercado de 36%. Eles também têm 400 mil usuários registrados, dos estimados 1,4 milhão que abriram contas com eles e seus três principais concorrentes em menos de dois anos. Compare isso com os cerca de 600 mil que têm contas de corretagem de ações e está claro: os brasileiros descobriram a criptomoeda. Em 2016, os brasileiros movimentaram US $ 160 milhões em Bitcoin. No ano passado, atingiu cerca de US $ 2,4 bilhões.

“Para os caras que costumavam esconder dólares embaixo de seus colchões, agora eles estão escondendo em Bitcoin”, diz Eduardo Ferreira, diretor de desenvolvimento de negócios internacionais da Foxbit em Londres. “É estudantes que compram isto. São os motoristas de ônibus de 60 anos de idade “, diz ele.

No início deste ano, a Comissão de Valores Mobiliários do Brasil, a CVM, proibiu os fundos de investimento registrados de negociarem moedas criptografadas. Eles esclareceram sua declaração pouco depois, permitindo a propriedade indireta. Isso significa que os brasileiros poderiam investir em fundos que tinham participações em fundos investindo em criptomoedas. As regras deveriam ser feitas este mês, mas a partir de quarta-feira nada foi divulgado.

Como aqui nos EUA, os disruptores estão muito à frente, e à medida em que o mercado cresce, a CVM vai estar mais em sintonia com seus impactos sobre corretoras tradicionais, bancos e, claro, sobre os brasileiros defraudados por comerciantes. O mercado está crescendo rapidamente, então tudo pode acontecer na frente regulatória. Por enquanto, há poucas oportunidades de investir em criptomoedas, e a maior parte delas está no Bitcoin. Mas à medida que o mercado cresce e mais moedas serão oferecidas, os reguladores podem seguir outros países e recuar a qualquer momento.

Enquanto isso, empreendedores experientes estão construindo mini-impérios de criptos.

Rodrigo Marques é um exemplo de um empresário de tecnologia brasileiro que saiu na frente da tendência. Ele agora tem mais dinheiro na ponta dos dedos do que ele jamais imaginou. Em 2015, após sair de um empreendimento fracassado com Bitcoin em Honduras, desempregado voltou a viver com seus pais e criou um algoritmo baseado em Bitcoin para solucionar ineficiências de mercado no sistema de exchanges em geral. Seu caminho de um adulto que voltou a viver com os pais a ser um “milionário cripto” soa demais até agora: um cara técnico que sabe como código trata-se com esta nova maneira de colocar um 0 e 1 juntos e yadda yadda yadda, ele é um cara rico.

Dois anos depois de trabalhar em um algoritmo, Marques tem 107 funcionários e administra uma das maiores empresas de criptografia da América Latina, a Atlas Quantum. Sua estratégia é simplesmente negociar as discrepâncias no mercado Bitcoin, comprando uma bolsa e vendendo-a um pouco mais em outra. Soa quase como o tipo de um “gênio” seria de esperar de brasileiros, um pouco de ginga, um pouco de jeitinho, se não fosse o fato de que muitos sul-coreanos e japoneses estão fazendo a mesma coisa.

Para servir como um exemplo da amplitude da crescente capacidade de crescimento do Bitcoin no Brasil, a Atlas alega que tinha apenas 1.000 clientes em junho passado. Um ano depois, eles dizem ter 150.000 clientes. Nem todos eles têm dinheiro no mercado de criptomoedas neste momento. Mas Marquess estima que cerca de 10% deles, com uma média de US $ 2.000 investidos.

“Eu me lembro em outubro de 2017, quando atingimos o limite de nosso primeiro milhão de dólares em Bitcoin sob gestão”, diz Marques. Eles detêm bitcoins para seus clientes, mas eles não são uma empresa de investimento registrada ou fazendo chamadas de investimento em criptos. “Agora temos mais de US $ 35 milhões sob administração, mesmo com o colapso do Bitcoin”, diz Marques. “Estamos fazendo arbitragem, apenas com um algoritmo. É um comércio não direcional que ganha dinheiro com as ineficiências e com a volatilidade inerente a esse novo e global sistema de comércio de criptomoedas. ”

No início desta primavera, o programa de assuntos atuais da noite de domingo, o Fantástico, foi ao ar para falar doosegmento das criptomoedas, primeiro para público mais amplo. Isso significa que, no Brasil, o Bitcoin é agora uma “coisa” real. É apenas uma questão de tempo até que um romance da Globo tenha um milionário cripto descrito no roteiro.

Como todas as indústrias, a das criptomoedas agora tem um lobista. Fernando Furlan é o ex-chefe da divisão anti-truste do Brasil, conhecida por sua sigla CADE. Ele dirige a Associação Brasileira de Criptomoedas e Blockchain. Ele é a arma contratada da indústria nascente; contratado para colocar os legisladores e os reguladores na mesma página. Ou reunir as informações necessárias para alertar sobre proibições e desvios, caso elas apareçam. É uma tela em branco lá embaixo. Muito poucos políticos sabem o que é uma blockchain. Eles ouviram falar do Bitcoin. Não se atreva a dizer Litecoin. Isso é muita informação.

O Banco Central do Brasil, por outro lado, está envolvido nisso. Eles estão desenvolvendo sua própria plataforma blockchain. A CVM tem um grupo de trabalho discutindo regulamentações para investir em ativos de criptomoedas. Todos suspeitam que, na melhor das hipóteses, seguirão a liderança do Japão, os EUA. levar com certeza

“Alguns meses atrás eu diria que a CVM era negativa sobre as criptos, e agora, se você me perguntar, eu diria que eles são neutros sobre isso”, diz Furlan. “O que é bom.”

E o que também coloca o Brasil na linha de seus homólogos do BRIC. A Rússia era negativa e agora é neutra, com centenas de russos expatriados trabalhando em todo o mundo em startups blockchain ou no mercado de oferta inicial de moedas (criptografia] se acelera, quero ter uma posição segura no Brasil”, diz Anderson.

Se isso acontecer, a criptografia injetará vida nova no mercado de startups relativamente pequeno do Brasil. São cerca de 150 novas empresas construindo plataformas blockchain para projetos de educação e fintech. Os dois produtos – blockchain e criptomoedas – nem sempre andam de mãos dadas. Mas onde há Bitcoin existe um desenvolvedor blockchain em algum lugar. E onde há um desenvolvedor de blockchain, há uma série de empresas observando o que essa Web 3.0 significa para sua indústria.

A Bossa Nova Investimentos, empresa de capital de risco de microempresas, está trabalhando com a Tokenização em Miami para criar ICOs de startups brasileiras, algumas delas no espaço blockchain.

“As criptos estão transformando todos em investidores”, diz Fred Wilson, sócio da Urban Square Ventures, algumas das empresas apoiadas por eles são CryptoKitties, Coinbase, Soundcloud e Foursquare para citar alguns de seus maiores sucessos.

Furlan acha que o mesmo vale para os brasileiros.

“É fácil entender por que tantos estão interessados ​​nisso”, diz ele. “Esta é uma nação de renda baixa e da classe trabalhadora, e eles não têm corretores de ações. Eles ouviram sobre como essa coisa chamada Bitcoin está enriquecendo as pessoas. As Criptos estão introduzindo uma classe inteira de pessoas no Brasil para investir”.

(Kenneth Rapoza)

Fonte: https://www.forbes.com/sites/kenrapoza/2018/05/30/more-people-opening-crypto-trading-accounts-in-brazil-than-traditional-securities/#7046915a7e21

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/