Negociante de Bitcoin é Condenada a 30 Meses de Prisão nos EUA 


Trader Theresa Tetley (Foto: Arquivo pessoal)

A Justiça dos Estados Unidos condenou uma negociante de Bitcoin da cidade de Los Angeles a mais de dois anos de prisão por ter feito operações ilegais de troca de bitcoins por dinheiro. De acordo com o NBC Los Angeles, a negociante Theresa Tetley, de 50 anos, obteve lucros de US$ 300 mil por ano.

Tetley, que usava o apelido ‘Bitcoin Maven’ (Especialista em Bitcoin), é acusada de alimentar um sistema financeiro no mercado negro da Califórnia. Ela praticou essas ações proibidas a partir da plataforma ‘Localbitcoins’ entre 2014 e 2017.

A ‘expert’ também fez transações de US$ 6 milhões a US$ 9,5 milhões durante esse período. Ela já se declarou culpada por não avisar nenhum órgão financeiro do governo americano da troca de 80 BTCs a US$ 70 mil cada, que segundo documentos oficiais da promotoria, envolvia lucros obtidos através de tráfico de drogas.

Ainda, segundo o relatório da Justiça, Tetley, condenada a 30 meses de prisão, guardava 40 BTCs, US$ 292.264 e 25 barras de ouro. Os valores foram apreendidos por policiais em março deste ano e o destino será os cofres públicos.

O governo dos Estados Unidos têm tido forte postura em relação a práticas relacionadas a criptomoedas nos últimos meses. A Comissão de Valores Mobiliários (SEC) ‘barrou’ uma série de ICOs de startups que não obtiveram licença para a oferta.

Em maio, na operação Cryptosweep (Operação Varredura Cripto) da Associação Norte-Americana de Administradores de Valores (NASAA), muitas ‘empresas’ foram notificadas para encerramento imediato das atividades, bem como orientadas que tal atividade viola a lei estadual de valores mobiliários.

Pelo menos 70 casos estão sendo investigados. Desses, 35 já foram averiguados e confirmadas fraudes com ICOs, segundo a NASAA.

No entanto, nenhuma ação legislativa decisiva ainda foi tomada pelo governo dos EUA para regular o mercado de criptomoedas, um fato que muitos argumentam que está atrasando o desenvolvimento da indústria de blockchain.

O caso da ‘Bitcoin Maven’ é considerado o primeiro do tipo no sul da Califórnia. Outros traders de bitcoin também enfrentaram as autoridades americanas em outras jurisdições no ano passado.

Em Detroit, o trader Sal Mansy foi condenado em dezembro de 2017 a 366 dias de prisão por operar de forma parecida com a de Theresa Tetley. Ele também usou a plataforma ‘Localbitcoins’ para ‘fazer’ mais de 2 milhões de dólares num período de dois anos.

 

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas.
Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez.
Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android:
https://www.bitcointrade.com.br/ 

Reino Unido: negociante de criptomoedas roubado com ‘a… | News


Quatro ladrões mascarados entraram na casa de um comerciante de criptomoedas em Moulsford, Oxfordshire e obrigaram-no a transferir todos os seus bitcoins para eles “com uma arma na cabeça”, The Telegraph noticiou no domingo, 28 de janeiro.

De acordo com The Telegraph, este é o primeiro caso de roubo de criptomoedas no Reino Unido.

Os criminosos entraram na casa de um comerciante de cripto e forçaram-no a transferir todo o seu estoque de Bitcoin. A quantidade exata de bitcoins roubados ainda não foi especificada.

Felizmente, o incidente não causou ferimentos graves a ninguém. A polícia imediatamente lançou uma investigação sobre o caso, no entanto, nenhuma prisão foi feita até o momento.

A polícia também pediu ajuda dos cidadãos locais:

“Os oficiais estão particularmente interessados em falar com qualquer pessoa viajando por [Moulsford] na A329 Reading Road entre as 7.30 e as 10.30 da segunda-feira, que tenham filmagens Dashcam ou qualquer pessoa com filmagem no celular”.

Devido à sua natureza relativamente anônima, as criptomoedas estão se tornando um alvo cada vez mais popular para assaltos.

Em dezembro de 2017, o Cointelegraph noticiou outro caso: O diretor-gerente do câmbio de criptomoedas EXMO Pavel Lerner foi sequestrado em Kiev por um grupo de pessoas não identificadas. Felizmente, Lerner saiu com segurança apenas dois dias depois, embora teve que pagar um resgate de $1 milhão em bitcoins.

Outro assalto ocorreu na vizinha Rússia em meados de janeiro, no qual um blogueiro de criptomoedas localmente famoso perdeu $425.000 em bitcoins. As últimas notícias mostram que os casos de roubo de Bitcoin não se limitam à Rússia e aos países vizinhos, já que até mesmo os cidadãos do Reino Unido podem ser alvo de criminosos.

Todos direitos reservados a traderize.com.

Moedas aceitas no site: