Mercado Bitcoin realiza meetup com Jimmy Song – Blog Mercado Bitcoin


No dia 13 de junho, O Mercado Bitcoin, em conjunto com a Blockchain Academy, realizou um meetup com Jimmy Song. Ele é um dos principais programadores do Bitcoin Core, e também é sócio do Blockchain Capital. A empresa já investiu em gigantes como a Kraken e Bitfury.

Depois de uma seção com comidas e bebidas, Jimmy Song apresentou uma palestra, explicando por que ele acredita que o Bitcoin é antifrágil. Ou seja, por que a volatilidade da criptomoeda não só não prejudica seu desenvolvimento, como na verdade o estimula. Depois, foi realizado um painel com Jimmy Song, Nickolas Goline (Blockchain Academy), Safiri Felix (Consensys) e Edilson Osório (OriginalMy).

A palestra de Song começou com dois exemplos reais de como o Bitcoin é antifrágil. Quando Ross Ulbricht, ou Dread Pirate Roberts, dono do Silk Road, foi preso em 2013, o Bitcoin quase que imediatamente despencou de US$120 para US$80. Muitos acreditavam que a compra de produtos ilegais pela Internet era o único uso dos Bitcoins. Isso, claro, se provou errado, e o preço subiu muitas vezes desde então. Outro exemplo foi o do Bitcoin Cash. Houve uma série de controvérsias, mas ambas as redes prosperaram, à sua maneira.

De acordo com Jimmy Song, são três os motivos pelos quais o Bitcoin é antifŕagil: tecnologia, economia e sociedade. Cada um desses aspectos internos dele o tornam mais forte com a volatilidade. Para um resumo mais completo da palestra, é só consultar a publicação no Bitcoin Brasil.

Jimmy Song apresentando sua palestra “Por que o Bitcoin é antifrágil?”

Por que o Bitcoin é antifrágil – Jimmy Song


 No dia 13 de junho, a Blockchain Academy, com o patrocínio do Mercado Bitcoin, realizaram um evento com Jimmy Song. Ele um dos primeiros desenvolvedores do Bitcoin Core, sendo muito respeitado na comunidade. Além disso, é sócio do Blockchain Capital, que realizou investimentos em empresas como Kraken e BitFury. Depois de uma seção com comidas e bebidas, Jimmy Song apresentou uma palestra, explicando por que ele acredita que o Bitcoin é antifrágil. Ou seja, por que a volatilidade da criptomoeda não só não prejudica seu desenvolvimento, como na verdade o estimula. Depois, foi realizado um painel com Jimmy Song, Nickolas Goline (Blockchain Academy), Safiri Felix (Consensys) e Edilson Osório (OriginalMy).

A definição de antifragilidade vem de Nassim Nicholas Taleb. Objetos e ideias podem ser de três tipos: frágeis, resistentes e antifrágeis. Um copo de cristal, por exemplo, é frágil. Ele não aguenta grandes forças sobre ele. Uma pedra é resistente – ela aguenta grandes forças, mas quando quebra, não pode ser reconstituída. O músculo humano é antifrágil. Toda vez que ele é exposto a forças que o danificam, ele cresce mais forte.

Song deu dois exemplos de como o Bitcoin pode ser antifrágil. O primeiro é o da famosa Silk Road, que vendia produtos como drogas e documentos falsos na internet. O pagamento era sempre realizado em Bitcoin. Em 2013, Ross Ulbricht foi preso pelo DEA. Como muitos acreditavam que pagamentos ilegais eram o único caso de uso do Bitcoin, o preço foi de US$120 para US$80 em uma questão de minutos. Só que rapidamente se recuperou, já que muitos perceberam que a comunidade era muito mais forte do que apenas um site.

Outro exemplo é o do Bitcoin Cash. O hard fork gerou muita polêmica, e muitos apostavam que a divisão da rede poderia significar o fim do Bitcoin, ou até uma redução significativa. Nada disso aconteceu. Não houve confusão de marca (embora algumas pessoas tenham se confundido na hora de transferir as moedas entre carteiras), e as duas seguiram de forma relativamente saudável.

Jimmy Song continuou para dizer que são três os principais motivos pelos quais o Bitcoin é antifrágil: tecnologia, economia e sociedade.

 

Bitcoin é antifrágil: tecnologia

A tecnologia do Bitcoin foi construída para ser antifrágil. Não existe nenhum tipo de órgão central que dite como ele deve funcionar. Isso torna o Bitcoin mais lento, é verdade, mas dá a ele um poder que se assemelha ao de um organismo. Quando é atacado, evolui. Cada bug que é encontrado é corrigido, e ataques são repelidos.

Altcoins surgiram com a proposta de serem melhores do que o Bitcoin. Mas será que são mesmo? O que tem de errado com o Bitcoin? Ele já se provou um sucesso, alcançando projeção internacional. Seu sistema é robusto, e hoje em dia inviolável. Quem criou isso? A comunidade de desenvolvedores. São eles que são a antifragilidade ao Bitcoin do ponto de vista tecnológico.

 

Bitcoin é antifrágil: economia

Jimmy Song começou com uma comparação com o sistema de finanças tradicional. Em 2008, os bancos passaram por sérios problemas, e foram resgatados por seus governos. Eles não tinham incentivo para serem resistentes, muito menos para evoluir com a volatilidade. As garantias eram altas, por causa de seu status de “too big to fail”.

O sistema do Bitcoin não possui esse tipo de garantia. Os participantes do sistema devem evoluir se quiserem evoluir – companhias fracas serão eliminadas. A Mt. Gox merecia falir. Seu sistema de segurança era fraco, e toda a sua arquitetura era errada. Assim, “todos melhoram o seu jogo, já que não tem ninguém para dar apoio”, de acordo com Song.

Outro exemplo disso são os banimentos da China. Desde 2013, o país proibiu o Bitcoin em vários graus. Na primeira vez em que isso foi anunciado, o preço do Bitcoin despencou. A cada novo anúncio de restrição, o preço caiu menos e menos. Em 2017, a China anunciou a proibição de exchanges, o seu movimento mais ousado até o momento. O preço nem se mexeu, e até subiu um pouco com o anúncio. Por que? Todas as exchanges chinesas foram para outras jurisdições, e a comunidade estava preparada para o anúncio.

O sistema de preços voláteis também serve para remover os especuladores puros, que não estão comprometidos com a tecnologia. Song aponta que muitos que entraram em 2011 venderam seus Bitcoins assim que obtiveram algum lucro. Isso tira os folgados, que só querem ganhar dinheiro. Eles agora estão em ICOs ruins, procurando a pŕoxima onda de ganhos fáceis. Economicamente, são os holders os responsáveis pela antifragilidade.

 

Bitcoin é Antifrágil: Social

Novamente Song começa com exemplos reais, falando no Occupy Wall Street. Por que ele sumiu do mapa? A resposta é que foi apropriado pela política tradicional. Políticos começaram a dizer “eu represento esse movimento”, o que tira sua credibilidade. Isso é Song chamou de “social attack”.

No ecossistema do Bitcoin, ninguém presta atenção à autoridade. Jamie Dimon, presidente do JP Morgan, é uma das personalidades mais poderosas das finanças tradicionais. Em mais de uma ocasião, ele criticou o Bitcoin, e chegou a afirmar que demitiria pessoalmente qualquer funcionário do banco que ele visse negociando criptomoedas. Só que ninguém na comunidade prestou atenção a isso.

Outro exemplo foi o da tentativa de ativação do Segwit 2x. Um grupo de mineradores se reuniu na Consensus (maior evento de criptomoedas do mundo) em 2017, e decidiu que iria implementar uma série de mudanças. O problema é que essa decisão representaria justamente o que o Bitcoin combate – um grupo de pessoas tomando decisões pela comunidade. Por isso, os usuários combateram essa mudança. E ganharam!! “Vocês conseguem imaginar um cenário em que os consumidores ganharam uma batalha nas finanças tradicionais?”, perguntou Song.

 

O Painel

O Painel final, de debates, respondeu a série de perguntas feitas pela plateia. O ceticismo de Song em relação ao blockchain ficou evidente. Ele acredita em poucos usos para a tecnologia além das criptomoedas. Outros temas discutidos foram o futuro do Ethereum e as criptomoedas estáveis.

 

Conclusão

O que torna o Bitcoin antifrágil é a comunidade. São todos os usuários, desenvolvedores e entusiastas. Essa é a principal conclusão de Jimmy Song.

O economista chefe do Mercado Bitcoin, Luiz Calado, concorda. “Não podemos ver o blockchain como a solução de todos os problemas o mundo. Ele tem bons usos, e um grande valor para várias áreas, mas é preciso distinguir o que é hype e o que é de fato uma aplicação útil”, disse ele.

 

—————————————————————————————————————————

Marco Antongiovanni é Analista de Mercado de Criptomoedas no Mercado Bitcoin. Formado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas e cursando Direito na USP. Entusiasta das criptomoedas e hodler desde 2014.

—————————————————————————————————————————

Conheça o Mercado Bitcoin, maior corretora de criptomoedas da América Latina

Por que o Bitcoin é antifrágil – Jimmy Song

Avalie


Meetup com Jimmy Song e Blockchain Academy (13/06/2018)



É com grande entusiasmo que anunciamos a chamada final para o evento de hoje à noite, promovido pela Blockchain academy, com a participação de um dos desenvolvedores do Bitcoin, Jimmy Song.

Lembrando a todos que o evento é pago e será apresentado todo em inglês:

Mais informações:

Local: Galeria540

Endereço: Rua Mourato Coelho, 540 – Pinheiros

Horário: 18h30 as 22h30

Agenda:

18h30 – Abertura do Local e Interação

19h30 – Abertura Blockchain Academy

19h40 – Jimmy Song – Why Bitcoin is Antifragile?

20h00 – Painel de discussão

Tema: Cripto – Aonde estamos, para onde vamos?

Nickolas Goline – Blockchain Academy

Jimmy Song – Bitcoin Core Dev / Blockchain Capital / Programming Blockchain

Safiri Felix – Consensys

Edilson Osório – OriginalMy

21h00 – Interação Final

Todos os inscritos terão acesso a: 

Hambúrger artesanal e batata – Oferecido pela Blockchain Academy

Bar com Drinks e Chopps Artesanais – Oferecido pelo Mercado Bitcoin

Att, Equipe da blockchain academy e do Guia do Bitcoin

uma conversa com Jimmy Wales


Esta entrevista foi editada e condensada

"Jimmy Wales é bom no fracasso." Quem pensaria isso? Aparentemente, Jimmy iria, como esta é a mensagem que ele estava espalhando durante seu discurso na maior conferência de criptografia na Europa, BlockShow, chamando o fracasso de "uma parte essencial da inovação". Mas a importância de não desistir também está clara em seu discurso, como o co-fundador da enciclopédia online multilingue compartilhou que a Wikipedia não foi seu primeiro projeto, mas o mais bem sucedido até agora

Falando em Berlim, o headliner do evento, anunciou seu novo projeto que todo mundo estava esperando (quero dizer , não um único olhar na platéia!) – WikiTribune, que Jimmy descreveu como “tudo sobre trazer jornalismo neutro de alta qualidade para o mundo.”

 Jimmy Wales ”src =" http://cointelegraph.com/storage/ uploads / view / 8cf387264ed633e657c17010fdb1077f.jpg "title =" Jimmy Wales "/> </p>
<p dir= Jimmy Wales fazendo um discurso no BlockShow em Berlim, Alemanha, em maio de 2018. Fonte da imagem: BlockShow

E quanto a criptografia?

Catherine Ross: Durante o seu discurso, você chamou crypto a bubble e também expressou essa opinião em diferentes entrevistas. Por que você acha isso?

Jimmy Wales: Estou velho agora, e estava no mundo da internet durante a bolha das pontocom, então quando digo que algo é uma bolha, isso não significa que eu acho que não há nada de valor lá. Significa que há muito barulho e há muito investimento fluindo, e muitas coisas estão sendo investidas no que realmente não faz sentido. Muitos projetos vão falhar, mas também temos muitos golpes, muito roubo, muitas coisas malucas acontecendo. Então, peço às pessoas que tenham cuidado.

CR: Bem, isso é justo. Você é um investidor crypto você mesmo?

JW : Não, não estou. Eu tive um pouco de criptografia aqui e ali, mas eu não sou um investidor, então essa é outra coisa que eu sei sobre mim. Eu tenho meus próprios projetos e além, que eu realmente não invisto.

CR: Se você decidir lançar um projeto relacionado a blockchain, que tipo de projeto será?

JW : Não estou planejando fazer nada diretamente no espaço do blockchain. Estou muito intrigado com a ideia. Muitas pessoas me lançaram sobre suas idéias no espaço do jornalismo, eu simplesmente não vejo que faz muito sentido. Eu continuarei refletindo e pensando. Nesta fase da minha carreira, eu não estou apenas tentando obter dinheiro das pessoas para algo que eu pessoalmente não acredito. Até eu descobrir, eu não vou estar fazendo nada

CR: Eu entendi. Existe uma possibilidade, mas o projeto tem que ser de valor.

JW : Tem que ressoar. Tem que ser algo tão significativo para mim.

CR: Tenho certeza que você já ouviu falar sobre o escândalo do Facebook e Cambridge Analytica.

JW : Claro

CR: A questão da privacidade é realmente atual aqui [in the crypto world]. Você acredita que a criptomoeda ou a tecnologia blockchain podem oferecer uma solução?

JW : Eu não sei. Eu suspeito que não. Acho que a questão é muito mais ampla e muitas das ideias nessa área não conseguiram entender os pontos de risco reais e resolver problemas que as pessoas não têm. Eu acho que a maior coisa que está acontecendo é que os consumidores estão começando a despertar para a ideia de que compartilhar todos os seus dados tem consequências que você pode não ter pensado. Existem boas consequências. Uma das boas conseqüências é que a publicidade é mais relevante e acho que os consumidores apreciam isso. Eu gosto do fato de que eu recebo anúncios de coisas que me interessam. Não há nada de errado com isso. [1965903] CR: Como barcos?

JW : Como barcos , por exemplo, sim, exatamente. Recebo anúncios de barcos porque gosto de barcos, estou interessado em barcos e posso comprar um barco e assim por diante. É uma coisa perfeitamente sensata. Por outro lado, se os atores políticos estão usando isso para criar disrupção e ódio e semear divisões na sociedade para um jogo político – isso é super problemático e é algo que eu acho que as pessoas deveriam se preocupar. Também estou preocupado com a incrível pressão que é colocada na indústria do jornalismo há algum tempo. Esse tem sido um grande problema. O número de excelentes jornalistas, que estão fora do trabalho simplesmente porque o mundo mudou de uma forma que não é boa para o jornalismo, é um problema. Acho que precisamos trabalhar com isso e encontrar novas formas de apoiar o jornalismo.

No palco, Jimmy enfatizou a importância do jornalismo justo em todos os seus aspectos. Ele ressaltou que a mídia não está desempenhando suas melhores habilidades. "Nos últimos 15 a 20 anos vimos um enorme declínio no financiamento do jornalismo levando-nos ao estado do mundo que eu acho lamentável."

Essa é uma das razões pelas quais ele começou a WikiTribune, 'uma evidência “jornalismo profissionalmente baseado em 'jornalistas profissionalmente pagos trabalhando lado a lado com membros da comunidade como iguais.'

CR: Falando em jornalismo, você já ouviu falar da proibição da publicidade em criptografia e da proibição da publicidade criptografada pelo Google?

JW : Sim, um pouco

CR: Não é a violação do Direito da Primeira Emenda? Você acha justo?

JW : É muito complicado. A primeira coisa que vou dizer é que certamente não viola a Primeira Emenda. A Primeira Emenda é a restrição ao Congresso. Plataformas privadas não estão vinculadas pela Primeira Emenda. Em termos de justiça, acho que a questão agora é que tem havido claramente fraudes que não são apenas violações técnicas de algumas regras de valores mobiliários, mas sim fraudes onde as pessoas tiveram seu dinheiro roubado. Esse é um grande problema, então plataformas como o Facebook e o Google precisam ser sensíveis a isso. Agora, eles exageraram? Possivelmente. É uma coisa muito complicada. É certamente algo que eu acho que precisa ser seriamente analisado por todas as partes relevantes, jogadores relevantes. Mas se as pessoas estão anunciando valores mobiliários à venda que violam as leis de valores mobiliários, isso é um problema real. Eu não culpo essas pessoas que dizem: "Nós não queremos qualquer parte disso."

 Jimmy Wales "src =" http://cointelegraph.com/storage/uploads/view/4b0d76b692e4811c3f6a9f58c9e18192.jpg "title = "Jimmy Wales" /> </p>
<p dir= Jimmy Wales fazendo um discurso no BlockShow em Berlim, Alemanha, em maio de 2018. Fonte da imagem: BlockShow

CR: The [crypto] a indústria viu seu maior aumento em 2017. Isso refletiu de alguma forma nas pesquisas da Wikipédia? Qualquer atividade aumentada em páginas relacionadas a criptografia?

JW : Sim, tenho certeza. Na verdade, olhei para esses dados, mas o que vemos na Wikipédia é que a consulta de pesquisa, os volumes de pesquisa para tudo tendem a seguir o ciclo de notícias, coisas que de repente se tornam muito interessantes porque estão nos noticiários o tempo todo. Vai ver muito mais pesquisas na Wikipedia, porque, você sabe, se você simplesmente ler na mídia sobre Bitcoin e cryptocurrencies, vai ser muito ra Para obter qualquer tipo de explicação detalhada de como isso funciona e o que é, e a Wikipédia é um ótimo lugar para se obter esse tipo de informação de fundo. Até a história de Satoshi Nakamoto é uma história romântica, tem uma quantidade enorme de imprensa, é muito intrigante. Muita gente leu o artigo sobre Satoshi Nakamoto, tenho certeza, milhões de pessoas.

CR: Você tem um PhD em finanças, se não me engano.

[19459013JW: Eu fiz um curso de PhD, mas nunca terminei a dissertação.

CR: Foi de propósito ou você acabou de ficar entediado?

JW : Eu simplesmente não aguentava mais

CR: Eu entendo isso. Tem havido muitas discussões sobre como regular o espaço [crypto]. E você, pessoalmente, considera a criptomoeda uma mercadoria ou utilidade?

JW : Existem muitos aspectos diferentes. Há blockchain como uma tecnologia. Blockchain como uma tecnologia não é algo que precisa de regulamentação. Você ocasionalmente ouvirá um político dizendo: "Precisamos proibir a criptografia", mas isso é estúpido e maluco e você nunca fará isso com a matemática. Você não pode banir a matemática. Você não pode banir o blockchain. É matemática. Ao mesmo tempo, vemos muitas coisas acontecendo que é muito difícil dizer que elas não são apenas golpes. As pessoas estão ganhando milhões de dólares do dinheiro de outras pessoas sem responsabilidade e isso merece a aplicação da lei para investigação. Nós vemos muitos hacks e Bitcoins ou outras moedas sendo roubadas porque alguém hackeou o servidor e pegou as chaves. É para isso que a polícia é, certo? Idealmente. Eu sinto que houve pouca resposta. Você sabe, se você entrasse no Citibank e saísse com um ouro de 56 milhões de dólares …

CR: Não é seu dinheiro?

JW : Sim, não é seu . Você foi, e você pegou uma fechadura e roubou o ouro de verdade [and put it in] atrás de um caminhão, então haveria um exército de agentes do FBI investigando isso. Eu sinto que muitos dos roubos de criptomoeda foram embora [unsolved]. A polícia diz “nós não sabemos o que fazer”, então eles fazem muito pouco. Isso não é para criticá-los, isso é apenas o fato de que nós não vemos o tipo certo de resposta da lei. As pessoas não pensam nisso como regulamentação, mas é claro que é contra a lei roubar coisas. Eu também acho que para os consumidores e para a imagem da marca de todo o espaço da criptomoeda, há uma sensação de que "G, é muito especulativo, eu poderia investir US $ 100 para ganhar US $ 1000, ou poderia simplesmente roubar meu dinheiro". Isso não é um bom começo para uma revolução e a maneira como fazemos as transações. Penso que devemos acolher o Estado de direito. Eu diria mesmo, o estado de direito é o primeiro passo, não importa a regulamentação. E, é claro, corremos o risco, como sempre fazemos na tecnologia, de que legisladores que não têm quase nenhuma compreensão do que está acontecendo passarão regulamentos que não fazem o menor sentido. Nós tivemos isso no espaço da internet para sempre. Nós temos, na minha opinião, agora com GDPR que eu acho que é apenas maluco. É uma tentativa de resolver nosso problema, mas isso não resolve o problema. É apenas pesado.

CR: Parece uma tentativa de simplesmente "fazer alguma coisa"

JW : Exatamente. O que eu disse sobre o GDPR, na verdade eu não sou o primeiro que originalmente disse isso, mas eu tenho visto pessoas dizendo: “Se você for criar um regulamento que tenha a intenção de consolidar o Facebook e o Google em suas posições privilegiadas , você dificilmente poderia fazer melhor que o GDPR porque é realmente muito pesado para startups, e isso não é muito um fardo para eles. ”Quero dizer, é um fardo para eles, mas é um pequeno preço a pagar para manter um monopólio. De qualquer forma, acho que esses são os tipos de coisas que eu acho que deveríamos nos preocupar.

CR: Ok, e os governos? Eles deveriam abraçar moedas criptográficas e blockchain? Eles podem se beneficiar disso?

JW : Depende. Eu diria que há muitas aplicações potenciais interessantes. Acho que, no momento, uma das coisas que está acontecendo é que há muitos fornecedores ou produtos vendidos que não funcionam, que são vapourware e que governos, como qualquer outro comprador, podem ser enganados. Eles precisam ser muito cautelosos e muito cuidadosos. Eu acho que particularmente quando eles estão lidando com o dinheiro do contribuinte, há uma razão muito boa para ser extremamente cauteloso sobre as novas tecnologias, não para rejeitá-las completamente, mas, você sabe, a primeira pessoa que vem e [tells you] colocar todos os seus registros de saúde no blockchain, ”[you need to ask them]“ Realmente? O que isso significa exatamente? Como exatamente isso vai ajudar? O que exatamente isso implica? ”Porque você vai pagar milhões para que os consultores façam algo que realmente não funciona. Isso não significa que não necessariamente nos moveremos nessa direção, mas quero ver os governos se movendo com muita cautela neste espaço.

Jimmy Wales: Criptomoedas são definitivamente uma bolha


Jimmy Wales é um dos co-fundadores da Wikipedia. Em uma conferência blockchain europeia, a BlockShow Europe 2018, ele anunciou acreditar que o Bitcoin e as criptomoedas estão passando por uma bolha no momento. A fala fez parte de seu discurso de abertura do segundo dia da conferência.

O CEO da Wikipedia não poderia ter escolhido um timing melhor para sua fala. Apesar de o Bitcoin operar em leve alta nas últimas 24 horas, o prejuízo de quem comprou há uma semana está em 10%. Nos últimos 3 meses, a criptomoeda já caiu mais de 28%. Apesar de estar cotada a US$7400, chegou perto de cair abaixo dos US$7000, uma marca que, se superada, pode significar quedas ainda mais acentuadas.

Para Wales, “a questão das bolhas é que nunca sabemos quando vão estourar… pode ser que seja amanhã, mas uma questão mais importante é que vão estourar”.

Além de acreditar na bolha do preço do Bitcoin, Wales se mostrou cético em relação aos projetos de blockchain atuais. Muitos não são factíveis, e as comparações com  bolha dot.com são inevitáveis.

Andreas Antonopoulos, famoso educador no mundo das criptomoedas, também se mostrou cético em relação à maior parte dos novos projetos. Jimmy Song também critica a tecnologia e seu desenvolvimento há algum tempo.

Conheça o Mercado Bitcoin, maior corretora de criptomoedas da América Latina

Jimmy Wales: Criptomoedas são definitivamente uma bolha

Avalie


Mundo cripto “absolutamente, definitivamente, em uma bolha”: Jimmy Wales na BlockShow


O segundo dia da conferência BlockShow Europe 2018 começou com uma palestra do cofundador da WikipédiaJimmy Wales. Wales disse que criptomoedas e blockchain estão “em uma bolha” na terça-feira, 29 de maio.

Falando como parte de uma apresentação sobre o futuro objetivo dos ativos cripto versus sua representação na imprensa, o veterano empreendedor da Internet foi franco sobre o nascente setor.

“Acho que este é um espaço em que precisamos muito de jornalismo real”, começou ele.

“… Agora, estamos em uma bolha, o mundo cripto está absolutamente, definitivamente, em uma bolha. Não acho que há muitas pessoas que negariam isso.”

Seus comentários chegam no momento em que os preços do Bitcoin continuam deflacionando, batendo em pisos de US $ 7.050 em 28 de maio, enquanto até agora mantendo o suporte acima de US $ 7 mil, algo que os comentaristas duvidavam que duraria por esta semana.

Wales repetiu o ceticismo mais amplo dos projetos blockchain surgindo nas últimas semanas.

Ambos Andreas Antonopoulos em uma conferência na Polônia no início deste mês, juntamente com os desenvolvedores do Bitcoin, Jimmy Song e Johnathan Corgan na conferência Consensus 2018, proferiram sentenças condenatórias do blockchain versus bitcoin.

Esta semana, até mesmo o governo chinês determinou que a duração média de um projeto blockchain foi de apenas 15 meses.

“Eu não estou aqui para te dizer que vai estourar amanhã; as coisas podem ficar ainda mais intensas primeiro”, prosseguiu Wales.

“O problema das bolhas é que você nunca sabe quando elas vão acabar… elas poderiam até estourar amanhã, mas o mais importante, elas vão estourar.”



Crypto World "Absolutamente, definitivamente em uma bolha": Jimmy Wales na BlockShow


O segundo dia da conferência BlockShow Europe 2018 começou com um discurso de cofundador da Wikipedia Jimmy Wales . Wales disse que cryptocurrency e blockchain estão "em uma bolha" terça-feira, 29 de maio.

Falando como parte de uma apresentação sobre o futuro objetivo dos ativos de criptografia versus sua representação no imprensa, o empresário veterano da Internet pronunciou palavras francas sobre a indústria nascente.

"Acho que este é um espaço em que precisamos seriamente de um verdadeiro jornalismo", começou ele.

"… Agora, nós estão em uma bolha, o mundo da cripta está absolutamente, definitivamente em uma bolha. Eu não acho que há muitas pessoas que negariam isso. ”

Seus comentários vêm como os preços do Bitcoin continuam deflacionando, atingindo mínimas de $ 7050 em 28 de maio, enquanto até agora mantendo o suporte acima de $ 7000. semana duvidou que duraria

.

Wales ecoou ceticismo mais amplo de projetos blockchain surgindo nas últimas semanas. [19659020] Ambos Andreas Antonopoulos em uma conferência polonesa no início deste mês, juntamente com Bitcoin Os desenvolvedores Jimmy Song e Johnathan Corgan na conferência do Consensus 2018 apresentaram verdades de blockchain versus bitcoin

Esta semana, até mesmo o governo chinês determinou o tempo de vida médio de um projeto blockchain foi de apenas 15 meses

“Eu não estou aqui para dizer que vai estourar amanhã; as coisas podem ficar ainda mais intensas primeiro ”, prosseguiu Wales

“ O problema das bolhas é que você nunca sabe quando elas vão acabar… elas podem estourar amanhã, mas o mais importante, elas irão explodir. ”[19659011]