O preço continua a mergulhar após o corte do coinracro – Crypto Currency News


 notícia do xrp

XRP News – Após a notícia do corte de Coinrail, o mercado da criptografia sofreu um mergulho principal. Este mergulho continuou durante a semana, com numerosas moedas despencando quarta-feira. Take, Ripple (XRP), por exemplo. A criptocorrência caiu quase 10% nas últimas vinte e quatro horas.

Neste artigo, veremos as novidades da XRP, bem como notamos alguns comentários recentes de Brad Garlinghouse, CEO da empresa Ripple, sobre o mercado.

XRP News | XRP Daily Chart

Ripple (XRP) está sendo vendido por US $ 0,52. Esta é uma queda significativa no preço em termos de onde o XRP estava na semana passada. Nas últimas vinte e quatro horas, o XRP caiu 9,05%.

 XRP news

Fonte: CoinMarketCap

Na semana passada, o preço do XRP estava em torno de US $ 0,67. Em 2018, o mercado de criptografia como um todo perdeu mais de 50% de seu valor total. Nos últimos 3 dias, o Ripple perdeu cerca de 10%.

Pensamentos de Ripple no mercado de criptografia

Assim, como muitos sabem, mas poucos entendem, Ripple e XRP não são, ao contrário da crença popular, a mesma coisa. Simplificando: o Ripple é uma empresa e o XRP é um ativo digital. Agora, só porque a Ripple é uma empresa de software, e enquanto a Ripple possui um monte de XRP, isso não significa que os membros da empresa não verbalizam seus pensamentos no mercado de criptografia.

Recentemente, foi relatado que Brad Garlinghouse, CEO da Ripple, disse que o Bitcoin é controlado pela China. Esta não é a primeira vez que Garlinghouse atacou o Bitcoin, mas é o último. No início deste mês, Garlinghouse é citado dizendo que o BTC "não é a panacéia que pensamos que seria."

O Retorno de Notícias XRP

O que você acha sobre o desempenho do XRP esta semana? E os comentários do CEO da Ripple sobre o mercado? Será interessante ver onde o XRP está no final da semana de trabalho, e como vai ser negociado no fim de semana.

Imagem em destaque: Depositphotos / © BiancoBlue

Se você gostou deste artigo Clique para compartilhar

Tesla anuncia corte de 9% em sua equipe – Notícias


Nova York, 12 Jun 2018 (AFP) – A fabricante de veículos elétricos Tesla Motors anunciou nesta terça-feira (12) o corte de 9% de sua força de trabalho para ampliar a rentabilidade, mas afirmou que isso não afetará as ambiciosas metas de produção do seu sedã Model 3.

Os cortes de mão de obra integram uma ampla reestruturação da companhia para solucionar o excesso de pessoal em algumas áreas devido ao crescimento rápido da empresa, afirmou o CEO da Tesla, Elon Musk, em e-mail aos funcionários.

Os cortes não afetaram funcionários da produção e não vão alterar as metas de entrega do Model 3, segundo a empresa.

O corte do coinrail vê o pedaço de altcoins roubado, faz com que os preços crypto se mergulhe – CryptoNewsReview



CryptoNewsReviewCoinrail hack vê grande quantidade de altcoins roubados, faz com que os preços da criptografia caiam vertiginosamenteCryptoNewsReviewQuando a empresa, que mal chega aos 100 maiores mercados de criptografia em termos de volume de negociações, anunciou no domingo que havia sido hackeada por cerca de US $ 40 milhões em altcoins comprou para um fim de duas semanas de consolidação relativamente … Coinrail.kr Hack Deprime Bitcoin & Altcoin MarketsAllCoinsNews.com (blog) Hacked coreano Crypto Exchange Coinrail Sob investigação policialCoingapeIs Sul-coreano Exchange Hack Responsável por Bitcoin Preço Plunge? newsBTCTechCrunch – Ethereum World News (blog) -Hackedall 100 artigos de notícias »

Crise na borracha leva a demissões e corte de árvores no interior de SP – 10/06/2018 – Mercado


Os anos de crise no setor de borracha natural mudaram a paisagem na fazenda do produtor rural Marcelo Pereira, em Barretos. Onde antes havia funcionários espalhados por toda a propriedade atualmente há somente metade deles em ação.

A queda do preço do látex no mercado tem feito produtores de São Paulo, principal estado produtor, demitir funcionários e até eliminar árvores em produção.

Já são quatro anos de preços baixos, especialmente devido ao excesso de produção em países asiáticos que dominam o mercado mundial, como Indonésia, Tailândia e Malásia, segundo a Apabor (Associação Paulista de Produtores e Beneficiadores de Borracha).

“O cenário está péssimo, e a mão de obra tem migrado para a construção civil ou outras culturas. Estou operando com só 50% dos sangradores [trabalhadores que fazem a coleta nas árvores]”, disse Pereira, que tem 27 mil árvores.

Outros produtores já tomaram medidas mais radicais, como a extração de árvores para substituir a cultura. Uma propriedade em Pitangueiras eliminou 19 mil seringueiras. Outra, em Colômbia, próxima à divisa com Minas, extraiu 80 mil árvores. Cana e soja são algumas das culturas adotadas por quem tem deixado o setor.

Segundo ele, a produção da fazenda Park Seringais de Iracema, que em março do ano passado era vendida por R$ 3,20 o quilo, hoje é cotada a R$ 2,20. Para ele, o mínimo teria de ser R$ 4,20. Quando a família entrou na atividade, em 1980, o quilo era comercializado por US$ 2,50 (o equivalente hoje a R$ 9,50).

“Ela não ficou com preço mais baixo só aqui, mas no mundo inteiro. O que piora nossa situação é o custo de produção, maior porque os outros países produzem como subsistência; 90% da borracha do mundo é produzida em regime familiar”, disse Diogo Esperante, diretor-executivo da Apabor.

O preço baixo preocupa ainda mais porque a Malásia passa por um momento de entressafra e nem isso foi suficiente para os preços reagirem.

Apesar dos problemas, a previsão é que a safra brasileira atinja 190 mil toneladas de borracha, ante as 183 mil toneladas do ano passado, das quais 58% estão em São Paulo.

O Brasil, que está entre os dez maiores consumidores, produz só 40% do que consome —entre 400 mil e 420 mil toneladas por ano, num mercado que tem como principais compradores China e Índia.

A safra do látex começa em outubro e vai até julho/agosto, quando ocorre a queda das folhas. Após um mês de descanso, a produção é novamente retomada. O auge é o período de abril a julho, tradicionalmente mais frio e sem chuva.

Embora tenha havido erradicação de árvores no país, a safra vai crescer porque estão começando a produzir látex seringueiras plantadas no mais recente boom do setor, entre 2010 e 2012. As árvores demoram em média sete anos para iniciar a produção, têm vida útil de 30 a 35 anos e, por ano, produzem de 7 a 10 quilos de látex.

“O pessoal que está saindo impacta pouco, pois há muita área nova entrando. Mas, para um país que quer aumentar sua participação no consumo nacional, não poderíamos perder nada”, disse Esperante. Já o plantio de novas áreas caiu muito, o que se refletirá na produção na próxima década.

Também produtor rural, o engenheiro-agrônomo Paulo Fernando de Brito disse que o cenário poderia ser outro se houvesse barreiras tarifárias mais fortes para os importados.

“O Imposto de Importação chegou a ser de 14% em um ano, mas voltou a 4%. Com isso, a borracha do Sudeste Asiático entra no país num preço que atrapalha muito o mercado”, disse ele, que também chefia o EDA (Escritório de Defesa Agropecuária) de Barretos, órgão da Secretaria da Agricultura paulista.

Brito afirmou que consegue receber R$ 2,35 por quilo do látex extraído de suas 7.000 seringueiras plantadas em Pirajuba (MG), mais que o valor pago em São Paulo.

“Mas é muito baixo o valor, o que explica a saída de muitos produtores da atividade ou a venda de seus seringais.”

58%
da safra de látex do país vem do estado de São Paulo

190 mil
toneladas de borracha é a previsão para a safra brasileira

400 mil a 420 mil
toneladas ao ano é o consumo do país

35 anos
é o tempo máximo de vida útil de uma seringueira

7 a 10 kg
de látex uma seringueira produz anualmente

País aposta em rastreio de produção para ganhar mercado

Para tentar reverter o cenário dos últimos anos, o setor prega um reposicionamento estratégico e a propagação das vantagens de consumir o látex produzido no Brasil.

“O custo é maior porque temos melhores níveis de responsabilidade social e de sustentabilidade ambiental. Devemos usar isso para valorizar e nos reposicionar. As maiores indústrias pneumáticas, os principais consumidores, têm fábrica aqui e podem aumentar no exterior seus escores de sustentabilidade usando mais borracha de procedência”, disse Esperante, da Apabor.

Segundo ele, os custos de produção do país incluem condições trabalhistas e ambientais que não existem nas mesmas proporções no Sudeste Asiático e a rastreabilidade.

“Garantimos que ela não está manchada pelo desmatamento ou exploração do trabalho”, disse. Esperante afirmou ainda que, enquanto o ganho médio dos empregados do setor varia de US$ 500 a US$ 600 no Brasil, no Sudeste Asiático os salários são de US$ 100.

Embora em baixa hoje, no último bimestre produtores foram beneficiados pelo câmbio, na avaliação do diretor. Os custos de produção são pouco sensíveis à moeda americana, diferentemente de outras culturas.

Governo coreano esclarece posição após decisão judicial da Suprema Corte


 Governo coreano esclarece posição após decisão judicial da Suprema Corte "title =" Governo coreano esclarece posição após decisão judicial da Suprema Corte "/> </a></div>
</p></div>
<p>                 Regulamento<br />
              </p>
</p></div>
<p><strong> O governo sul-coreano esclareceu sua posição em resposta à recente decisão do Supremo Tribunal do país afirmando que a criptomoeda é um ativo com valor mensurável que pode ser confiscado. O governo diz que sua posição deve ser vista separadamente da da Suprema Corte. </strong></p>
<p><em><strong> Também se lê: <a href= Yahoo! Japão confirma entrada no espaço Crypto

Resposta do governo coreano

 Governo coreano esclarece posição após decisão judicial da Suprema Corte O principal regulador financeiro da Coréia do Sul, a Comissão de Serviços Financeiros (FSC), respondeu à decisão do país Suprema Corte reconhece as criptomoedas incluindo bitcoin como ativos, de acordo com a mídia local.

A Suprema Corte determinou na quarta-feira, 30 de maio, que criptomoedas são ativos que podem ser confiscados como resultado criminal. O caso envolve um operador de site pornô e seu 191 BTC. Esta decisão representa a primeira vez que o Tribunal reconheceu a criptomoeda como propriedade.

O chefe do comitê de contramedidas de criptomoedas do FSC, Hong Sung-ki, foi citado pela Aktv esclarecendo:

O julgamento do Supremo Tribunal e a posição do A política do governo deve ser vista separadamente

Não ativos financeiros, nenhuma mudança nos regulamentos

Na quinta-feira, 31 de maio, o presidente do FSC Choi Jong-gu participou do sexto aniversário da Youth Banking Foundation em Gangnam-gu, Seul. Comentando o julgamento da Suprema Corte, a Sporbiz o citou enfatizando:

O Supremo Tribunal Federal reconhecendo o valor dos ativos e se a moeda virtual é um produto financeiro… é uma questão separada

 O governo coreano esclarece posição após decisão judicial da Suprema Corte O Ministro da Estratégia e Finanças, Kim Dong-yeon, foi citado pela publicação confirmando que “moedas virtuais como bitcoin não são ativos financeiros.”

Enquanto o FSC foi citado pela Zdnet Korea admitindo que “pode-se dizer que existe o valor da propriedade ”, a Comissão insiste que, quanto aos regulamentos criptográficos,“ não há mudança alguma ”.

Além disso, o regulador financeiro revelou:“ Examinaremos de perto as tendências na discussão das regulamentações internacionais sobre criptomoeda, como o G20, e examinar a institucionalização na Coréia. ”O FSC observou ainda que em relação a“ atos ilegais relacionados a transações em moeda virtual, como lavagem de dinheiro “O governo vai responder seriamente”

Opiniões divididas

Comentando tanto a decisão da Suprema Corte quanto a resposta do FSC, um funcionário da Associação Coreana de Indústrias de Bloqueios foi citado pelo Fnnews dizendo que é um bom julgamento a Corte reconheceu “o valor econômico da bitcoin”, acrescentando:

O governo e a Assembléia Nacional devem prestar atenção à decisão da Suprema Corte e planejar uma política para incorporar as transações de criptomoedas ao sistema o mais rápido possível. 19659019] A associação está atualmente trabalhando com as trocas de criptomoeda do país, incluindo Bithumb e Upbit, para reforçar a auto-regulação. A autoavaliação está sendo conduzida pelos intercâmbios sob a orientação da associação.

Você acha que o governo sul-coreano deveria prestar mais atenção à decisão da Suprema Corte? Deixe-nos saber na seção de comentários abaixo


Imagens cortesia da Shutterstock e da Newsis.


Precisa calcular suas propriedades de bitcoin? Verifique nossa ferramentas seção.

Juros futuros recuam com expectativa de mais um corte na Selic – Notícias


A poucas horas do anúncio da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), investidores colocaram mais fichas na possibilidade de o colegiado do Banco Central sinalizar a extensão do ciclo de afrouxamento monetário para março. A probabilidade de corte de 0,25 ponto percentual da meta Selic na reunião do mês subiu de 17% ontem para quase 22% nesta quarta-feira.

Ao fim do pregão regular, às 16h, o DI julho/2018 – um dos mais negociados do dia – tinha taxa de 6,610% ao ano, ante 6,615% no ajuste de ontem.O DI janeiro/2019 caía a 6,805% (6,83% no ajuste anterior).O DI janeiro/2020 cedia a 8,040% (8,07% no ajuste de terça-feira). E oDI janeiro/2021 recuava a 8,870% (8,91% também no ajuste anterior). ODI janeiro/2023, por sua vez, mostrava estabilidade, cotado a 9,59%.

Para a decisão desta noite, as apostas dos investidores indicam uma redução de 0,25 ponto. Com isso, a Selic cairia a 6,75%, deixando para trás o atual patamar de 7%, já uma mínima histórica.

A expectativa se volta para o teor do comunicado que acompanhará o anúncio da decisão. Em termos macroeconômicos, investidores enxergam elementos que justificam o BC manter a porta aberta para novo corte do juro em março. No entanto, não se descarta que o tom do texto reflita a recente turbulência e aumento de volatilidade nos mercados internacionais.

“A combinação entre inflação abaixo da meta e recuperação do crescimento devem levar o BC a continuar reduzindo o juro”, diz o BNP Paribas em nota a clientes. O banco francês projeta Selic de 6,5% em março.

O cenário de inflação comportada deverá ser corroborado nesta quinta-feira pelo IPCA de janeiro. Nas contas do mercado, a alta do índice vai desacelerar para 0,40%, depois de 0,44% em dezembro.

Para o UBS, a ociosidade na capacidade instalada continuará elevada apesar da retomada econômica, enquanto as expectativas de inflação seguirão abaixo do centro da meta. “Tudo sugere que a recuperação cíclica da economia é compatível com baixa inflação ao longo de 2018”, afirmam economistas do banco em relatório.