Corretora de Criptomoedas NegocieCoins Cancela Conta de Cliente por Carta


(Foto: Shutterstock)

A exchange brasileira de criptomoedas NegocieCoins, que pertence ao grupo Bitcoin Banco, enviou uma carta a um usuário da plataforma na qual comunica o fim do relacionamento com o cliente.

Ao receber a mensagem o usuário, o p2p Guilherme Di Faria postou uma foto da mensagem em um grupo do Facebook sobre criptomoedas. Ambos foram procurados pelo Portal do Bitcoin.

Questionada, a exchange com sede em Curitiba, no Paraná, afirmou por meio de sua assessoria de imprensa que não se manifesta sobre casos específicos de clientes por respeito a preservação de informações sigilosas. “Como regra, nossa área de suporte sempre entra em contato com o cliente, para tirar dúvidas e prestar esclarecimentos e não foi diferente dessa vez”, disse a corretora.

Carta enviada pela corretora

A empresa também afirmou que cancelou três contas de clientes em 2018 e afirmou: Não é, portanto, uma prática comum, mas é usada quando necessário, sempre que algum comportamento foge do programa de compliance do Grupo”.

Resgate das criptomoedas

Di Faria contou que ficou surpreso com a reação. Segundo o p2p, no dia 11 de junho ele entrou em contato com o serviço de atendimento ao cliente da corretora por causa da demora na liberação de um saque de cerca de R$ 8 mil. No dia seguinte — a mesma da data da carta —, ele afirmou ter recebido uma ligação inclusive com pedido de desculpas por parte da empresa. 

O negociador, que também usava a exchange para arbitragens, disse também que tinha conta na Negocie Coins desde abril. “Minha aprovação foi rejeitada no começo, mas depois entrei em contato e aprovaram”, afirmou por mensagem de WhatsApp. Ele contou também que teve o cadastro negado em outras exchanges. Di Faria não porque isso aconteceu, mas suspeita que pode ter relação com uma dívida que possui em um banco como pessoa jurídica.

Conforme a carta enviada, o cliente terá 30 dias para para resgatar o saldo na plataforma — seja em dinheiro fiat, seja em criptomoedas. Ao final do prazo, o dinheiro será depositado na conta corrente indicada no cadastro do usuário.

FCA do Reino Unido | Emite carta aos bancos sobre riscos de criptografia


 FCA

A Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido (FCA) emitiu uma carta na segunda-feira aos CEOs dos bancos sobre os riscos potenciais que eles enfrentam ao lidar com criptomoedas

Carta da FCA

com uso de criptomoeda e a carta é sugerida como “boa prática” que os bancos podem seguir para estarem vigilantes contra essas atividades.

De acordo com a FCA, a carta detalha como as empresas devem lidar com crimes financeiros que podem ocorrer como resultado de “cryptoassets”, que a FCA define como criptomoedas ou qualquer tipo de “meio eletrônico de troca publicamente disponível que possui um livro distribuído e um sistema descentralizado para troca de valor.”

carta adverte que, embora os investimentos relacionados a criptomoeda possam ser usados ​​para “motivos não-criminais”, eles podem ser “abusados ​​porque oferecem um potencial nityity e a capacidade de movimentar dinheiro entre os países. ”

>> Os Pares de Negociação Binance Euro – Está Acontecendo este Ano!

The Warnings

As empresas são aconselhadas a aumentar as medidas de revisão em clientes com criptomoedas, para realizar sua devida diligência em atividades relacionadas a criptografia.

Várias das etapas recomendadas incluem o desenvolvimento do conhecimento e julgamento da equipe do banco sobre criptoatets para ajudá-los a identificar os clientes ou atividades que representam um alto risco de crimes financeiros ” e “ garantindo que os quadros de crimes financeiros existentes reflitam adequadamente as atividades relacionadas à criptografia em que a empresa está envolvida ”além de acompanhar os novos desenvolvimentos e padrões

Um indicador específico de alto risco de fraude mencionado pela FCA é se um cliente está usando uma criptomoeda patrocinada pelo estado “que é projetada para fugir das finanças internacionais. Também foi advertido que os clientes de varejo que contribuem com grandes somas para as OICs, ou para as Ofertas Iniciais de Moedas, estão em um “risco aumentado” de se tornarem vítimas de fraude de investimento. 19659005] A carta também afirmou que as empresas devem ser capazes de avaliar e gerenciar os riscos associados a clientes e empresas envolvidas em atividades relacionadas a criptomoeda

A FCA regula mais de 58.000 empresas e é o regulador prudencial para aproximadamente 1.500 bancos , sociedades de construção, cooperativas de crédito, seguradoras e grandes empresas de investimento. Como regulador prudencial, a FCA pretende promover a segurança e solidez dessas empresas

Imagem destacada: Twitter

Em carta, Lula promete rever política de Temer para a Petrobras – Notícias


Em carta escrita da prisão em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prometeu que, em um novo governo petista, serão revistas as políticas adotadas no governo de Michel Temer (MDB) para a Petrobras, Eletrobras e outras estatais e também serão retomados programas das gestões petistas.

“A Petrobras não foi criada para gerar ganhos para os especuladores de Wall Street, em Nova Iorque, mas para garantir a autossuficiência de petróleo no Brasil, a preços compatíveis com a economia popular”, escreveu Lula em carta postada em sua conta no Twitter e lida na noite desta sexta-feira pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em um ato de lançamento da pré-candidatura do petista ao Planalto.

Mesmo depois de começar a cumprir pena de 12 anos e 1 mês, condenado por crime de corrupção passiva, Lula segue liderando todas as pesquisas de intenção de voto.

“A Petrobras tem de voltar a ser brasileira. Podem estar certos que nós vamos acabar com essa história de vender seus ativos. Ela não será mais refém das multinacionais do petróleo”, continua a carta.

Sobre a intenção do governo Temer de privatização da Eletrobras, Lula afirma na carta: “Podem estar certos também de que impediremos a privatização da Eletrobras, do Banco do Brasil e da Caixa, o esvaziamento do BNDES e de todos os instrumentos de que o País dispõe para promover o desenvolvimento e o bem-estar social”.

No texto, Lula retoma os argumentos de que sua condenação em segunda instância por corrupção passiva não teve nenhuma prova para sustentá-la e que por isso se considera um “preso político”.

Lula também trata na carta de políticas e ações de seu governo e diz que sonha em ser presidente novamente para retomar os resultados de suas gestões.

“Nós sabemos qual é o caminho para concretizar esses sonhos. Hoje ele passa pela realização de eleições livres e democráticas, com a participação de todas as forças políticas, sem regras de exceção para impedir apenas determinado candidato”, sustenta o ex-presidente.

“Só assim teremos um governo com legitimidade para enfrentar os grandes desafios, que poderá dialogar com todos os setores da nação respaldado pelo voto popular. É a esta missão que me proponho ao aceitar a candidatura presidencial pelo Partido dos Trabalhadores.”

O ato do PT foi realizado na cidade de Contagem (MG) e reuniu vereadores, prefeitos, deputados, senadores e governadores do partido.

A intenção do partido é registrar sua candidatura em agosto e tentar que a Justiça eleitoral aceite sua postulação apesar da lei da ficha limpa.