Análise Técnica Bitcoin 19/06/18 – Em Direção aos US $ 7.000


O preço do Bitcoin quebrou o padrão de consolidação de um prazo curto para sinalizar uma pressão de alta.

Indicadores Técnicos

A média móvel de 100 anos está abaixo do MM 200, sinalizando o caminho de menor seria para baixo. Isso significa que há uma boa chance de que uma queda ainda possa ser retomada. Essa é uma média de curto prazo também está próxima do topo do canal e aumenta a sua força como resistência

A application the retired of Fibonacci is the high risk of resistance in potential in which the vendedoresriar entrar. O preço está testando uma retração de 38,2%, mas pode chegar ao nível de 50% mais próximo da resistência da linha de tendência. O principal nível psicológico de US $ 7.000 também foi obtido com o aumento do controle.

O RSI está em ascensão, mas é também o domínio da sobrecompra e reflete o prazo entre os compradores. O download de pontos é importante para passar pela parte superior do canal, um teste de ponto de inflexão dinâmico da imagem. De nível, nível US $ 7.500 poder se a próxima resistência.

Uma análise para a tradução do site [19659020]

BitcoinTrade

Um BitcoinTrade é um melhor solução para compra e venda de
Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez.
Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOS ou Android:
https://www.bitcointrade.com. br /

carregando …

Swiss Crypto Company adquire licença para distribuir fundos aos investidores



A Crypto Fund AG obteve uma licença para distribuir fundos em nome de “investidores qualificados” na Suíça. A permissão foi emitida pelo regulador do mercado financeiro do país, FINMA. A empresa também busca aprovação para outro serviço relacionado a criptografia. Leia também: Zug testa Blockchain para decidir sobre fogos de artifício e IDs digitais Primeiro ponto de contato […]
Post fonte: Swiss Crypto Company adquire licença para distribuir fundos para investidores
Mais Notícias sobre Bitcoin e Cryptocurrency Notícias em TheBitcoinNews.com

3 equívocos comuns sobre criptomoedas aos quais você precisa estar alerta


Criptomoedas são uma nova tecnologia e classe de ativos que entraram em cena pela primeira vez com a invenção do Bitcoin em 2009. Desde então, alguns mitos comuns prevaleceram e, abaixo, passaremos pelo top 3, um por um.

Criptomoedas como Bitcoin e Ethereum são anônimas

Realidade: Com a exceção de moedas como zcash que alavancam zk-snarks para ofuscar completamente as transações, as criptomoedas como Bitcoin e Ethereum são completamente públicas e isso é necessário para validar as transações.

O que isto significa? Isso significa que todas as transações que você fizer na rede serão registradas no blockchain enquanto a criptografia existir e enquanto você não souber quem fez a transação apenas com os endereços, é possível vincular a transação a uma identidade real.

Manter sua identidade longe de seus endereços é muito mais difícil do que você imagina, pois a compra de criptomoedas por meio de uma exchange que segue as leis AML/KYC criará um link para sua identidade e até mesmo encontrar alguém para comprar criptos pessoalmente pode vincular sua identidade a eles.

2. Se o governo quiser encerrá-lo, eles podem.

Realidade: Como qualquer um pode entrar na rede sem permissão, é basicamente impossível interromper essa tecnologia neste momento. Banir o Bitcoin seria como proibir a internet ou as drogas, você pode tentar, mas as pessoas sempre encontrarão maneiras de obtê-lo.

O governo lançando um ataque na rede, como um ataque de 51%, também seria fútil contra criptomoedas estabelecidas, como o Bitcoin, já que a taxa de https://medium.com/@j.l.sangalli/3-common-misconceptions-about-crypto-that-you-need-to-know-50a8358a7b1d

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

Previous:

O sonho de Satoshi Nakamoto

Postado em junho 17, 2018



FCA do Reino Unido | Emite carta aos bancos sobre riscos de criptografia


 FCA

A Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido (FCA) emitiu uma carta na segunda-feira aos CEOs dos bancos sobre os riscos potenciais que eles enfrentam ao lidar com criptomoedas

Carta da FCA

com uso de criptomoeda e a carta é sugerida como “boa prática” que os bancos podem seguir para estarem vigilantes contra essas atividades.

De acordo com a FCA, a carta detalha como as empresas devem lidar com crimes financeiros que podem ocorrer como resultado de “cryptoassets”, que a FCA define como criptomoedas ou qualquer tipo de “meio eletrônico de troca publicamente disponível que possui um livro distribuído e um sistema descentralizado para troca de valor.”

carta adverte que, embora os investimentos relacionados a criptomoeda possam ser usados ​​para “motivos não-criminais”, eles podem ser “abusados ​​porque oferecem um potencial nityity e a capacidade de movimentar dinheiro entre os países. ”

>> Os Pares de Negociação Binance Euro – Está Acontecendo este Ano!

The Warnings

As empresas são aconselhadas a aumentar as medidas de revisão em clientes com criptomoedas, para realizar sua devida diligência em atividades relacionadas a criptografia.

Várias das etapas recomendadas incluem o desenvolvimento do conhecimento e julgamento da equipe do banco sobre criptoatets para ajudá-los a identificar os clientes ou atividades que representam um alto risco de crimes financeiros ” e “ garantindo que os quadros de crimes financeiros existentes reflitam adequadamente as atividades relacionadas à criptografia em que a empresa está envolvida ”além de acompanhar os novos desenvolvimentos e padrões

Um indicador específico de alto risco de fraude mencionado pela FCA é se um cliente está usando uma criptomoeda patrocinada pelo estado “que é projetada para fugir das finanças internacionais. Também foi advertido que os clientes de varejo que contribuem com grandes somas para as OICs, ou para as Ofertas Iniciais de Moedas, estão em um “risco aumentado” de se tornarem vítimas de fraude de investimento. 19659005] A carta também afirmou que as empresas devem ser capazes de avaliar e gerenciar os riscos associados a clientes e empresas envolvidas em atividades relacionadas a criptomoeda

A FCA regula mais de 58.000 empresas e é o regulador prudencial para aproximadamente 1.500 bancos , sociedades de construção, cooperativas de crédito, seguradoras e grandes empresas de investimento. Como regulador prudencial, a FCA pretende promover a segurança e solidez dessas empresas

Imagem destacada: Twitter

UE pede aos EUA que isentem empresas europeias de sanções econômicas contra Irã – Notícias


Ministros de Finanças da França, Alemanha, Reino Unido e da União Europeia escreveram carta ao secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, e ao secretário de Estado, Mike Pompeo, na qual dizem que a iniciativa de Washington de impor sanções contra Teerã, após a retirada dos EUA do acordo nuclear internacional com o Irã, estaria prejudicando o esforço desses países para preservar o comércio iraniano. Além disso, o bloco pediu isenção de sanções impostas pelos EUA a companhias europeias.

“No estado atual, as sanções secundárias dos EUA poderiam impedir a UE de continuar com um alívio significativo de sanções contra o Irã”, disseram os ministros na carta, que foi revisada pelo Wall Street Journal. O documento equivale a uma admissão das autoridades europeias de que há pouco que o bloco possa fazer para garantir que as empresas europeias permaneçam em solo iraniano. Os EUA alertaram repetidamente que empresas europeias estarão no fogo cruzado se continuarem negociando com o Irã quando o período de ajuste para a implementação das sanções terminar. A essas companhias foi dado o prazo até 6 de agosto para o encerramento das transações em dólares. Empresas de energia têm até 4 de novembro.

Algumas empresas anunciaram planos para suspender a atividade no Irã, incluindo a gigante francesa Total e, nesta terça-feira, a montadora Peugeot. “Os europeus vão enfrentar as sanções efetivas dos EUA”, disse o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, no fim de semana após Trump retirar Washington do pacto nuclear.

Ainda na carta, as autoridades europeias classificaram as sanções dos EUA como uma ameaça à segurança europeia. “Como aliados, esperamos que os EUA se abstenham de tomar medidas para prejudicar os interesses de segurança da Europa”, disseram. O documento pede, ainda, amplas isenções para empresas da UE que assinaram contratos depois que o acordo nuclear iraniano entrou em vigor, em janeiro de 2016 e pede isenções para manter canais financeiros com o Banco Central do Irã e outros credores iranianos que não foram penalizados pelo bloco europeu.

O ministro de Finanças da França, Bruno Le Maire, disse que não tem qualquer indicação de que a carta receberá uma resposta positiva dos EUA. “Mnuchin pediu que submetêssemos nossos pedidos e é isso o que estamos fazendo. Esperamos que os EUA adotem uma abordagem sensata que permita que os negócios legítimos das empresas europeias continuem”, afirmou Le Maire. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ethereum Chega aos 35 Milhões de Endereços e Supera o Bitcoin em Endereços Ativos


(Foto: Shutterstock)

Ethereum, a segunda maior criptomoeda em valor total de mercado, chegou recentemente aos 35,1 milhões de endereços na sua rede, sendo que esta vê cerca de 100.000 serem criados todos os dias.

De acordo com os últimos dados disponíveis, referentes ao mês de março, o Bitcoin tinha cerca de 24 milhões de endereços, enquanto que o Ethereum contava já com 31 milhões. Este número, no entanto, pode ser enganador vistos a rede desta criptomoeda ter contratos inteligentes a inflacioná-lo.

No que toca a endereços ativos, o Ethereum já ultrapassou o Bitcoin. Dados disponíveis mostram que a principal criptomoeda tem pouco mais de 470,000, enquanto o ETH conseguiu já ultrapassar os 550,000.

O número de endereços ativos em ambas as redes mostra como o mundo das criptomoedas é ainda pequeno. Comparativamente, podemos referir que redes bancárias internacionais contam com mais de um bilhão de usuários.

Esta é, no entanto, apenas uma das métricas em que o ETH já ultrapassou o Bitcoin. De acordo com o site Flippening Watch, que compara as duas criptomoedas de modo a monitorizar quando o Bitcoin perderá o seu trono, a rede do Ethereum já processa quatro vezes mais transações e distribui recompensas ligeiramente maiores pelos mineiros.

Apesar deste interesse, o volume transacionado continua a ser superior no Bitcoin, tal como o interesse em pesquisas feitas em motores de busca como o Google. Em termos de capitalização de mercado, o ETH está acima dos US$ 57 bilhões, enquanto o Bitcoin passa os US$ 129 bilhões.

Usuários de criptomoedas

É de notar que 35 milhões de endereços não implica que haja 35 milhões de usuários, visto que alguns podem ter inúmeros endereços, enquanto que outros podem nem sequer usar a blockchain da criptomoeda ao manterem os seus fundos em corretoras, confiando nestas o seu dinheiro.

O número total de usuários de criptomoedas – e não apenas de Ethereum ou Bitcoin – pode, no entanto, já ter ultrapassado os 35 milhões. A Coinbase, uma empresa que serve como carteira e corretora, conta com 20 milhões de clientes, e está maioritariamente presente na Europa e nos Estados Undos.

Na Ásia, a agência de serviços financeiros do Japão (FSA) revelou recentemente que no país há mais de 3,5 milhões de traders de criptomoedas. Tendo em conta que no continente a Coreia do Sul tem forte influência nos mercados, sabemos que há muitos mais usuários de criptomoedas que não estão incluídos nas estatísticas.

 

BitcoinTrade

Comprar e vender Bitcoin e Ethereum ficou muito mais fácil. A BitcoinTrade é a plataforma mais segura e rápida do Brasil. Além disso, é a única com a certificação de segurança PCI Compliance. Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android: https://www.bitcointrade.com.br/



Bolsonaro defende em vídeo direcionado aos caminhoneiros fim da paralisação – Notícias


(Reuters) – O pré-candidato à Presidência pelo PSL, deputado Jair Bolsonaro, defendeu o fim da paralisação dos caminhoneiros, afirmando que “o Brasil quebrado” não interessa a ninguém.

“O Brasil no momento, depois desse trabalho maravilhoso de vocês, entendo eu, que começa a perder. Todos nós passamos a perder a partir de agora”, disse Bolsonaro em vídeo direcionado aos caminhoneiros publicado nas redes sociais na noite de segunda-feira.

O nome de Bolsonaro tem sido associado a lideranças do movimento dos caminhoneiros devido à presença de apoiadores dele e de defensores de uma intervenção militar entre os manifestantes.

“Entendo eu, respeitosamente, que seria um ato de nobreza por parte de vocês voltar ao serviço, buscar fazer o Brasil voltar à normalidade. O Brasil quebrado não interessa para ninguém, nem para nós, nem para vocês”, acrescentou.

Bolsonaro, que lidera as pesquisas de intenção de voto nos cenários sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que está preso, afirmou que o governo do presidente Michel Temer tem agido de forma “covarde” ao trabalhar para responsabilizar os caminhoneiros.

Segundo ele, o governo quer “colocar na conta dos caminhoneiros” a responsabilidade por futuros prejuízos causados pela paralisação, que entrou no nono dia nesta terça-feira, “deixando em segundo plano seu total descaso às reivindicações da população e sua inércia”.

Na segunda-feira, o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, disse que a desmobilização do protesto dos caminhoneiros após um acordo com o governo está sendo dificultada em alguns lugares por militantes infiltrados que defendem a intervenção militar para derrubar o governo federal.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

Associação Brasileira de Táxi Aéreo manifesta apoio aos caminhoneiros – 27/05/2018 – Mercado


Empresas de Táxi Aéreo e de Manutenção de aeronaves entram no movimento dos caminhoneiros contra a política de impostos e reajuste dos combustíveis.

Por meio de nota, a Associação Brasileira de Táxi Aéreo e empresas de Manutenção (Abtaer) justificou o apoio por representar a categoria que também presta serviços de transporte e está sujeita aos mesmos impostos que incidem sobre os combustíveis.

De acordo com a Associação, o serviço de táxi aéreo não se resume ao atendimento de executivos, mas funciona como alternativa ao transporte em localidades mais distantes, com prestação de serviço aeroespecializado, como registro de imagens ou inspeção, e transporte de cargas. Esse tipo de serviço de aviação chega a mais de 3.000 municípios, segundo dados da Abtaer.

Entre os serviços prestados pelas empresas de táxi aéreo, estão a manutenção e inspeção de linhas de transmissão, vigilância ao meio ambiente, apoio ao trabalho nas plataformas de petróleo, transporte de produtos especiais, como remédios e órgãos para transplante, até socorro para populações que vivem em áreas inacessíveis.

O presidente da Abtaer Jorge Bitar Neto declarou que defende a redução do teto do ICMS sobre os combustíveis, proposta que foi recentemente discutida pelo Senado.
 

Ibovespa acentua perdas com exterior e volta aos 81 mil pontos – Notícias


O Ibovespa acentuou nesta tarde as perdas e renovou a mínima intradia abaixo dos 82 mil pontos, mais uma vez seguindo o exterior, que também intensifica baixas nesta tarde. O movimento negativo do petróleo e os rendimentos dos Treasuries em alta colaboram para a piora nos negócios nas bolsas americanas, que chegaram a cair mais de 1% nesta tarde.

Às 15h05, o Ibovespa cedia 0,98%, aos 81.954 pontos, depois de ter atingido os 81.855 pontos na mínima do dia até agora.

O petróleo renova mínimas do dia e faz com que o desempenho seja especialmente negativo para as “blue chips” da bolsa, caso da Petrobras, cujas PNs caem 1,18% e as ONs recuam 1,43%. As ações dos bancos também têm um dia de perdas, com Bradesco ON (-0,83%) e Bradesco PN (-0,76%) nos destaques. O Itaú Unibanco oscila perto da estabilidade e sobe no momento 0,04%.

Segundo Fábio Carvalho, head de equities da CM Capital Markets, os investidores ainda não apostam numa tendência de baixa do Ibovespa, e sim em movimentos de correções estimulados pelo exterior e sem elementos na frente doméstica que deem força ao índice.

É justamente essa aposta ainda otimista que acentua as chances de baixas por elevar o ajuste de posição dos investidores e os riscos de “stop loss”, ou seja, ordens para interromper perdas nas posições abertas. “A expectativa ainda positiva com bolsa estimula ainda mais a realização de lucros para entrada futura, com preços mais baixos”, explica.

A visão dos analistas é de que a correção que foi deflagrada pelos dados do mercado de trabalho americano na sexta-feira passada pode durar ainda alguns dias. “Ninguém sabe até onde vai essa correção”, afirma o gestor de um fundo de São Paulo. “Por isso não precisa ter pressa para comprar.”

Família Bertin oferece Rodoanel aos credores


O grupo Heber, da família Bertin, pretende pagar seus credores com o que conseguir levantar na venda da concessionária que administra os trechos Leste e Sul do Rodoanel de São Paulo, a SPMar. Trata-se do ativo mais valioso do grupo, que também é dono de uma construtora, entre outras empresas. A venda da administradora do Rodoanel é a base do primeiro plano de recuperação judicial formulado pelo grupo, que deve cerca de R$ 8 bilhões.

O documento, ao qual o jornal O Estado de S. Paulo teve acesso, propõe que o recebido com o leilão da SPMar vá diretamente para o pagamento dos credores. Sugere ainda que as dívidas acima disso sejam perdoadas. A Caixa é a principal credora do Heber, com quase R$ 3 bilhões a receber.

O grupo não apresentou no plano estimativa sobre quanto deve levantar com a venda da concessionária do Rodoanel. A ideia é que o leilão ocorra em até 24 meses após a aprovação do plano.

A proposta de reestruturação do Heber ainda deve sofrer alterações até que seja de fato levada à votação em assembleia de credores em alguns meses. A modelagem dessa primeira versão, porém, deve servir como base para as negociações a partir de agora.

O Heber entrou em recuperação judicial em agosto do ano passado. Foram incluídas dez companhias do grupo no processo – entre elas, a própria concessionária do Rodoanel.

Os negócios da família Bertin estão em crise há alguns anos. Endividada e sem dinheiro para arcar com os altos investimentos demandados no Rodoanel, a crise se agravou. No ano passado, o Banco Fibra entrou com pedido de falência da Contern, uma das empresas do grupo, precipitando o pedido de recuperação judicial.

O grupo é representada no caso pelo escritório Thomaz Bastos, Waisberg e Kurzweil.

Os Bertin controlavam um dos mais importantes frigoríficos do País até que, por dificuldades financeiras, o negócio foi vendido à JBS.

O grupo decidiu então apostar no setor de infraestrutura, com investimentos em termoelétricas e lances em dois dos projetos mais cobiçados do País à época: a usina de Belo Monte e o Rodoanel. As térmicas não saíram do papel, e o grupo acabou deixando Belo Monte.

Procurados, grupo Heber e Caixa não quiseram comentar. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.